Faixa publicitária

Estava em Casa e Esperava Que a Chuva Viesse, 22 e 23 set, Teatro Municipal Campo Alegre

teatro_camp_alegreEstava em Casa e Esperava Que a Chuva Viesse

22 setembro, 21h | 23 setembro, 17h, Teatro Municipal Campo Alegre

Uma casa, cinco mulheres.

Um homem que volta para morrer, para se despedir. Cinco mulheres que cessaram de existir (mas não de querer) no dia em que este homem dobrou a esquina... “Estava em Casa e Esperava Que A Chuva Viesse” é um texto sobre a experiência da perda e da reinvenção da memória. Fala-se para engolir o tempo. Ficciona-se o mesmo. Adultera-se aqui e acolá, modificam-se factos, de modo a avançar no tempo, na ação, na estória. Aqui busca-se um espaço de intimidade, de escuta destas vozes, destas mulheres, que mais não são que sombras, vultos sonoros.

Autor Jean-Luc Lagarce | tradução Alexandra Moreira Silva | encenação e espaço cénico Renata Portas | construção / apoio à cenografia Inês Mota | interpretação Renata Portas (voz), Silvia Santos, Maria Inês Peixoto, Raquel Cunha e Cláudia Lázaro | desenho de luz Diogo Mendes | figurinos Jordann Santos | sonoplastia Pedro Sousa | comunicação e design lina&nando | registo vídeo Frame | produção executiva Público Reservado/ Mafalda Garcia

teatro_camp_alegre2The Waves

28 setembro, 21h | 29 setembro, 19h, Teatro Municipal Campo Alegre

"The Waves" explora diferentes formas em que os gestos sugerem experiências corporais que alargam a pesquisa central dos anteriores espetáculos.

São disso exemplo "Movement on Movement" – espetáculo centrado nos gestos que explicam ou comentam outros movimentos -, ”Removing” - em que se transformava a perceção obtida por ações orientadas por objetivos, como bater, evitar, arremessar ou agarrar, impedindo o público de reconhecer esses propósitos – e “Faits et Gestes” - trabalho que mantinha essas experiências no ponto central da ação e explorava caminhos onde o gesto podia lembrar a sensação de executar um determinado movimento. Agora, neste novo espetáculo, há um intuito de alargar essa exploração para formas pelas quais um movimento se pode referir a outro movimento: através de símbolos, de sugestões, de esquemas, de esboços, de comentários ou explicações. Os gestos em que se trabalha são sempre incompletos, apontam para algo em si mesmo, provocando uma sensação de lembrança dessas experiências numa correlação direta com o movimento. Uma súbita mudança de direção, uma mudança no olhar do intérprete, o esforço para desviar o momento presente do momento anterior ou manter o equilíbrio entre os diversos momentos podem ser usados como suportes para projetar memórias físicas e psicológicas mais complexas. Com isto, Noé Soulier não quer provocar no espectador uma lembrança de um episódio específico da sua vida. O caráter específico dos gestos criados por outro movimento pode ativar a sua própria memória corporal. Esta incompletude dos gestos visa, assim, pôr em movimento a história física de cada espectador.

Coreografia Noé Soulier | interpretação Stephanie Amurao, Lucas Bassereau, Meleat Frederikson, Yumiko Funaya, Anna Massoni and Nans Pierson | música Noé Soulier com Tom de Cock e Gerrit Nulens (Ensemble Ictus)

teatro_camp_alegre3Do Bosque para o Mundo

5 outubro, 16h, Teatro Municipal Campo Alegre

Será possível explicar a crise dos refugiados às crianças?

"Do Bosque para o Mundo" conta a história de Farid, um rapaz afegão, de 12 anos, com uma história que poderia ser igual à de muitos outros rapazes, não fosse ter sido enviado pela mãe para a Europa, para um sítio seguro. Farid é um refugiado. “Do Bosque para o Mundo” confronta-nos com uma história de dureza e coragem e faz-nos olhar para a nossa própria história.

Conceção, dramaturgia e encenação Miguel Fragata | conceção, dramaturgia e texto Inês Barahona | interpretação Anabela Almeida e Manuela Pedroso | cenografia e figurinos Maria João Castelo | música original Teresa Gentil | desenho de luz José Álvaro Correia | operação José Álvaro Correia, Nuno Figueira e Renato Marinho | produção Formiga Atómica

Teatro Municipal Campo Alegre

Rua das Estrelas s/n

4150-762 Porto

e-max.it: your social media marketing partner
Faixa publicitária
Faixa publicitária