Faixa publicitária

10 tendências de decoração a seguir em 2018

casaMudar a imagem de uma casa nem sempre tem de implicar grandes gastos ou ser forçosamente sinónimo de um orçamento elevado. Com alguma imaginação, descubra soluções, muitas delas de baixo custo, fáceis de colocar em prática.

Anda com vontade de redecorar a sua casa mas não dispõe de grande folga financeira para o fazer ou tem outras prioridades financeiras que não passam forçosamente pelo seu lar? Não stresse com isso! Há uma série de coisas que pode fazer para, de uma forma fácil e simples, que nem sempre implica um grande investimento, mudar a aparência de algumas das suas divisões.

Estas são algumas das recomendações dos decoradores de interiores que pode seguir.

 

1. Use um biombo como peça de arte

Quem disse que os biombos apenas servem para dividir espaços? Originalmente, esta peça, inicialmente em pele, gravada com motivos chineses, foi utilizada para dar um toque de cor a uma das paredes da sala de estar. Muitas lojas de móveis dispõem destas peças a preços acessíveis, sobretudo em tempo de saldos e de promoções.

2. Dê cor ao teto

Quando queremos dar uma nova imagem à nossa casa pensamos imediatamente na pintura de paredes mas a pintura pode ser aplicada em quase todas as superfícies. É o caso dos tetos, o elemento unificador de todo os espaços. Por que não, em vez de mudar a cor a esta ou àquela parede colorindo-a com um tom diferente, pintar o teto? Já alguma vez tinha pensado nisso? Atreva-se!

3. Ponha a roupa à vista

Não precisa de os ter espalhados pela casa como se fosse uma instalação de arte moderna mas, segundo muitos designers de interiores, a roupa e os acessórios de moda podem funcionar bem integrados na decoração, conferindo maior dinamismo e vivência ao espaço.

No quarto, por exemplo, coloque charriots e pendure a roupa em cabides bonitos. Pode até comprá-los forrados a tecido. Se gostar desta opção, crie uma divisão diferente, não muito opaca, utilizando um cortinado. Esta sugestão pode ainda ser aplicada num corredor ou num hall de entrada com um cabide de pé ou um charriot para casacos.

4. Experimente o microcimento

Aquela tijoleira datada começa agora a mexer-lhe com o sistema nervoso sempre que olha para o chão? Muitos decoradores, nacionais e internacionais, sugerem que a substitua por microcimento. O argumento é simples. Facilita a renovação de pavimentos, de paredes e até de bancadas sem ser necessário uma intervenção de obra mais agressiva.

Pode ser aplicado por cima de azulejo, da pedra e até de outros materiais que já não fazem sentido num ambiente que se quer atual. Além das vantagens inerentes à aplicação, conta ainda com uma vasta gama de cores, pelo que é possível fazer conjugações cromáticas interessantes e de acordo com os tons das restantes divisões da casa.

5. Teste os espelhos em barra

Além de ajudarem a tornar a área mais ampla, os espelhos podem ser uma ótima solução decorativa para aquelas paredes grandes difíceis de preencher. Existem muitas formas de os colocar, dependendo do estilo de cada casa.

Numa casa de linhas contemporâneas, por exemplo, pode criar barras horizontais ou verticais, sem molduras, a ocupar todo o espaço pretendido, para acentuar a largura da parede ou até a altura do pé-direito. Como muitos dos espelhos são perfeitamente acessíveis, esta é uma solução fácil de adotar.

casa26. Recorra a letras

Use a literatura com efeito surpresa. Decorar com letras é cada vez mais comum por ser uma solução divertida e económica, apesar de existirem letras eletrificadas que podem atingir os milhares de erros. Pode aproveitar esta tendência para criar palavras ou frases ou até excertos de obras de autores portugueses. Para potenciar o efeito surpresa, aplique os textos em lugares inusitados.

7. Utilize papel de parede ou autocolantes para decorar portas e paredes

Com motivos florais, figuras humanas ou animais, lisos, texturados, há uma infinidade de opções quando se fala em papel de parede e em autocolantes para superfícies. Se o seu objetivo é alterar pequenas áreas, por que não as portas?

Também fazem parte integrante do look da casa e são, muitas vezes, esquecidas. Forre-as com papel de parede, se estiverem cruas, como muitos lhes chamam, quando se apresentam em madeira bruta. No caso de estarem pintadas ou envernizadas, opte por papel de parede vinílico ou autocolantes do mesmo material para uma melhor aderência.

8. Reaproveite espaços mortos

Aproveite um recanto da casa, que poderá ser na sala ou em qualquer outra zona desaproveitada, desde que tenha luz natural, criando um pequeno espaço de leitura ou de lazer. Dê uso a um espaço, à partida, morto e instale uma zona de leitura com uma chaise-longue, simples ou dupla, ideal para uma fruição em casal. Por norma, recorre-se a peças individuais mas esta solução é bem mais confortável e original.

9. Tire partido de elementos arquitetónicos

A sua casa tem saliências e/ou cantos com formatos menos convencionais ou áreas com tetos baixos? Tire partido deles, fazendo com que se tornem parte integrante da decoração!

Na antiga chaminé de uma casa pombalina, por exemplo, uma empresa de decoração de interiores decidiu encostar lá uma cama, aproveitando o painel de azulejos como cabeceira. Também aqui a imaginação é o limite e, com uma boa ideia, não tem forçosamente de gastar muito dinheiro.

10. Invista em móveis em cartão

É uma forte tendência que qualquer visita a feiras de decoração internacionais comprova. Os móveis em cartão são geralmente, além de pequenos, leves e, por isso, fáceis de transportar. Resistentes e originais, têm também um preço muito atrativo e permitem fazer conjugações de vários padrões diferentes.

As peças da empresa Dutch Design Chair podem servir de banco ou de mesa de apoio, aguentam com até 200 quilos e foram galardoadas com um Red Dot Award em 2013, um conceituado prémio de design e comunicação de produtos, atribuído pelo Design Zentrum Nordrhein Westfalen, na Alemanha.

(In Sapo Lifestyle)

e-max.it: your social media marketing partner

Comentar

Código de segurança
Actualizar

Faixa publicitária
Faixa publicitária