Conselhos úteis para ir de férias relaxado (e sem custos extra)

Atenção, abrirá numa nova janela. PDFVersão para impressãoEnviar por E-mail
feriasA pensar nos portugueses que vão aproveitar a Páscoa para fazer uma pequena viagem, pedimos à plataforma gratuita de comparação de produtos financeiros ComparaJá.pt para nos dar conselhos fundamentais para evitar surpresas financeiras desagradáveis.

Tenha atenção aos pagamentos
Não é seguro andar a viajar com muito dinheiro na carteira, por isso deve levar os cartões de crédito e débito. Mas é preciso ter cuidado, especialmente fora da União Europeia (UE). As comissões a pagar aos bancos pelas transações não são poucas e são mais elevadas nos levantamentos a crédito (cash advance).
A melhor opção é pagar com o cartão de crédito ou levantar dinheiro num ATM. Por exemplo, para uma compra de 150€ com o cartão de crédito vai pagar, na realidade, 154€ devido às taxas. Já se optar por levantar no multibanco a débito, poderá pagar até 159€, enquanto um levantamento a crédito ascenderá até 164€.

Assegure-se de que está devidamente protegido
Contratar um Seguro de Viagem é uma escolha sensata para evitar despesas avultadas no caso de acontecer algum percalço, sobretudo quando se viaja para fora da UE. Existem vários cartões de crédito que incluem Seguro de Viagem (e outros benefícios como o acesso gratuito aos Lounges no Aeroporto) sem qualquer custo tendo apenas que efetuar a compra dos títulos de viagem com o mesmo.
Assim, para evitar duplicação de custos, verifique antes se já dispõe através do seu cartão acesso a esta proteção essencial que garante, entre outras vantagens, cobertura de despesas de saúde e até mesmo jurídicas e de responsabilidade civil, para além do reembolso em caso de perda de bagagem ou mesmo de perda de um voo de ligação, por exemplo.
Caso não se disponha de Seguro de Viagem ou de Seguro de Saúde com cobertura internacional, para evitar custos com cuidados de saúde numa viagem na Europa, importa solicitar o Cartão Europeu de Seguro de Doença na Segurança Social. É gratuito e confere acesso a cuidados médicos com os mesmos direitos dos cidadãos do país de destino.

Certifique-se de que o seu seguro automóvel é válido para o estrangeiro
Quem optar por viajar de carro para o estrangeiro deverá tomar algumas precauções, nomeadamente de que o condutor do veículo tem a sua Carta Verde válida para todo o período da viagem, assim como para os países que irá visitar, sendo que o seguro obrigatório é válido para todos os países indicados na Carta Verde.
Nestas situações poderá ser necessário solicitar à companhia de seguros, com alguma antecedência, uma extensão territorial, o que poderá significar o pagamento de um prémio suplementar para que sejam mantidas as coberturas facultativas no estrangeiro. Certamente este prémio adicional compensará no caso de haver alguma infelicidade e acontecer um acidente rodoviário.

Nuno Noronha / Viagens e Turismo

Comentar

Código de segurança
Actualizar

Faixa publicitária
Faixa publicitária