O que é a sinusite e como lidar com os seus sintomas

sinusiteA sinusite é uma infeção respiratória, benigna na maioria dos casos, que é mais frequente no período de inverno e primavera e que produz uma inflamação dos seios nasais. Fala-se de sinusite aguda quando a inflamação dura algumas semanas. Quando dura vários meses, trata-se de uma sinusite crónica.

Os seios nasais são pequenas cavidades preenchidas de ar, localizados no interior dos ossos do crânio. Existem oito: quatro de cada lado do rosto.

Os mais conhecidos são:

Os seios nasais maxilares situados por baixo dos olhos, um de cada lado do nariz;

Os seios nasais frontais situados por cima dos olhos;

Os seios nasais etmoidais estão situados entre os dois olhos;

No centro do crânio estão os seios nasais esfenoidais.

Os seios nasais produzem muco que é drenado pelas fossas nasais através dos orifícios diretamente ligados aos seios nasais. O muco possui agentes antivirais e antibacterianos que têm um papel muito importante na defesa contra as infeções.

Como acontece a infeção dos seios nasais

Na maioria dos casos, a infeção deve-se a um vírus e muito raramente a uma bactéria. A infeção atinge com maior frequência os seios maxilares. (As infeções nos seios frontais, etmoidais e senoidais são raras e apresentam mais riscos de complicações). A infeção dos seios nasais acontece na sequência de uma rinofaringite, de uma cárie ou abcesso dentário. Esta infeção gera uma produção de muco que, quando não é evacuado, provoca uma inflamação da mucosa e bloqueia a comunicação entre os seios e as fossas nasais.

Quais os sintomas da sinusite maxilar?

Os sinais surgem em menos de 3 dias após de uma rinofaringite que não passa.

A pessoa doente pode apresentar:

Uma congestão nasal com secreções claras ou purulentas;

Dores e sensação de peso por baixo dos olhos, por detrás das maçãs do rosto;

Tosse;

Febre;

Espirros;

Sensação de mal estar;

Dores de cabeça moderadas.

As dores ao nível dos seios perinasais correspondem a uma congestão dos orifícios que os ligam às fossas nasais. Esta congestão é de origem viral e desaparece, na maioria das vezes, espontaneamente.

Existe uma infeção bacteriana se a dor:

Persiste e se agrava;

Se torna pulsátil (impressão de sentir o batimento cardíaco);

Aumenta quando se baixa a cabeça e à noite;

O corrimento se torna purulento e unilateral.

Conselhos práticos para ficar mais aliviado em caso de sinusite aguda ou como evitar o agravamento de uma rinofaringite:

Se tem febre:

Evite ficar exposto ao fumo do tabaco, que favorece as infeções respiratórias, e pare de fumar, no caso de ser fumador.

Humedeça o interior do nariz com produtos adaptados (soro fisiológico, spray de água do mar). Mas tenha atenção: o mesmo aplicador do spray não deve ser utilizado por várias pessoas.

Durma com a cabeça elevada para melhorar a passagem do ar.

Evite os aparelhos de ar condicionado que secam o ar. A temperatura ideal de uma divisão situa-se entre os 18 a 20 graus.

Areje com regularidade as divisões de sua casa.

Beba água frequentemente.

Não se tape demasiado: o calor do corpo deve ser evacuado.

Assoe-se sempre que necessário.

Tenha uma alimentação saudável e equilibrada, rica em vitamina C e D. As vitaminas têm um papel determinante nos mecanismos de defesa do organismo contra as infeções.

Evite a piscina ou fazer mergulho até estar curado.

No caso de infeções dentárias ou cáries, deve consultar o seu dentista rapidamente.

Evite contagiar o seu círculo familiar!

Lave as mãos frequentemente com sabão e/ou uma solução hidroalcoólica, especialmente depois de se assoar, tossir ou espirrar, antes das refeições ou na preparação das mesmas.

Tape a boca, com um lenço de papel, quando tosse ou espirra. Deite-o fora depois de o utilizar e lave as mãos.

(MGEN)

e-max.it: your social media marketing partner

Comentar

Código de segurança
Actualizar

Faixa publicitária