Ópera "Rita", de Donizetti, em Matosinhos

Atenção, abrirá numa nova janela. PDFVersão para impressãoEnviar por E-mail
ritaRita é feliz na sua pensão e na vida com o segundo marido, Beppe. No entanto, o ponto de partida da ópera "Rita", de Gaetano Donizetti, é apenas o início das muitas tropelias que se seguirão, conforme se poderá constatar esta sexta-feira, pelas 21h30, no palco do Teatro Municipal de Matosinhos - Constantino Nery.

Tirana com Beppe, Rita acabará por receber na pensão o seu primeiro marido, Gasparo, que ela julgava ter morrido num naufrágio e que tinha hábitos menos passivos do que os de Beppe, a quem explicará que é o homem quem deve bater na mulher. Perante o dilema de escolher entre os dois maridos, Rita terá de fazer com que algum deles aceite ficar com ela… Está dado o mote para esta divertida aventura.
Encenada por António Durães, "Rita" é uma ópera buffa num só ato, repleta de humor e que conta com um elenco composto por alguns dos melhores solistas nacionais, como Sara Braga Simões (soprano), Mário João Alves (tenor) e Job Tomé (barítono), para além do pianista Angel Gonzalez. Plena de vivacidade e dos mal-entendidos típicos deste subgénero, o espetáculo terá os diálogos falados em português, constituindo, segundo comunicado, "uma excelente oportunidade para aproximar o público deste estilo dramatúrgico pouco comum nas salas de espetáculos nacionais." As canções serão também legendadas em português.
Refira-se que o espetáculo tem a produção da companhia All'Opera, que apresentou já esta peça na Festa do Avante, no Teatro Calderón de Valladolid (Espanha), em Maputo (Moçambique), em Braga (no âmbito da Noite Branca), em Lagoa e em Loulé (nestas duas cidades algarvias, em parceria com a Orquestra do Sul, dirigida pelo maestro Rui Pinheiro).
e-max.it: your social media marketing partner
Faixa publicitária
Faixa publicitária