Santo Tirso: Museu Internacional de Escultura é finalista dos prémios "O Norte somos nós"

Atenção, abrirá numa nova janela. PDFVersão para impressãoEnviar por E-mail
miecUm dos objetivos dos prémios dinamizados pela CCDR-N é o de divulgar o contributo da aplicação dos fundos da União Europeia (UE) no desenvolvimento da região Norte.

Álvaro Siza e Eduardo Souto de Moura são os autores do Museu Internacional de Escultura Contemporânea, em Santo Tirso, um dos finalistas dos prémios “O Norte Somos Nós”, na categoria “Norte Património”.
“Divulgar o contributo da aplicação dos fundos da União Europeia (UE) no desenvolvimento da região Norte e dar visibilidade pública a pessoas e instituições associadas a projetos inovadores e dotados de elevado efeito demonstrativo” são os objetivos dos prémios dinamizados pela CCDRN – Comissão de Coordenação e Desenvolvimento Regional do Norte (CCDR-N), enquanto autoridade de gestão do NORTE 2020.
De acordo com a Câmara de Santo Tirso, “para esta iniciativa são considerados projetos apoiados pelo ‘ON.2 – O Novo Norte’, programa inserido no “ON.2 – O Novo Norte” do QREN, apresentados enquanto histórias inspiradoras associadas à aplicação dos apoios da União Europeia, como é a obra da autoria de Siza Vieira e Souto de Moura em Santo Tirso”.
Os finalistas serão sujeitos à votação online do público, cujo site será lançado em breve, acrescenta ainda o comunicado da autarquia.
e-max.it: your social media marketing partner
Faixa publicitária
Faixa publicitária