“Gastronomia com Coca-Cola”

Atenção, abrirá numa nova janela. PDFVersão para impressãoEnviar por E-mail
festival_cc2Propostas gastronómicas de várias regiões do país e concertos, com Jorge Palma a abrir o programa, compuseram o "menu” irresistível do festival que entre a passada sexta-feira e domingo decorreu nos Jardins do Palácio de Cristal.

Com tenda trajada a preceito, em frente ao Pavilhão Rosa Mota, realizou-se a terceira edição do festival "Adoramos a nossa Gastronomia com Coca-Cola". Com o objetivo de promover a cozinha regional portuguesa, o evento deu destaque a 12 pratos típicos de diversas regiões do continente e ilhas.
Entre degustações e showcookings, associou-se a animação musical, eclética quanto baste, com concertos de Jorge Palma (sexta-feira, às 21h30), Rita Redshoes (sábado, às 14h30), ÁTOA (sábado, às 21h30) e Mia Rose (domingo, às 14h30).
palmaAo todo, os visitantes tiveram a oportunidade de experimentar 12 pratos confecionados pelos restaurantes representantes de cada etapa regional, depois de terem ido a votos, juntamente com cerca de 2000 estabelecimentos, e de terem sido avaliados pelo chef António Vieira. Desde o Alto Minho até ao Algarve, passando pelas ilhas da Madeira e dos Açores, todas as regiões marcaram presença com um prato tradicional. Francesinha, cataplana, choco frito e bacalhau assado com batatas a murro foram alguns dos pratos portugueses na 3ª edição deste festival gastronómico.
O bilhete para o festival - com o custo simbólico de 2,50 euros - oferecia uma bebida, um copo contour da Coca-Cola e um livro de receitas.
Na abertura do festival, e como forma de celebrar os 40 anos da chegada da Coca-Cola a Portugal, foi oferecida à cidade Invicta uma garrafa comemorativa de 2,5 metros de altura, intervencionada pelo artista Miguel RAM. A cidade do Porto está repleta de arte urbana, estando carimbada nesta intervenção essa faceta cada vez mais cosmopolita. A garrafa é também bem viva na sua paleta cromática, transmitindo conceitos como felicidade, sensação ou experiência, comunicados ao longo dos 40 anos da Coca-Cola Portugal.
festival_ccNuma história de 40 anos torna-se basilar estreitar cada vez mais os laços com a comunidade .“A Coca-Cola está presente em todo o país , fazendo todo o sentido alargar o palco deste festival para o Porto, uma cidade nos últimos anos cada vez mais viva e dinâmica”, explicou à VIVA! Mário Cruz, responsável de comunicação da Coca-Cola Portugal.
O balanço destas três edições é descrito como francamente “positivo”, enaltecendo a gastronomia portuguesa.
Quanto à próxima edição deste festival gastronómico, ainda “é cedo para adiantar qualquer informação”. Resta-nos aguardar.
A Coca-Cola já tinha tentado chegar a Portugal em 1947. Mas o Estado Novo proibiu a venda do refrigerante no país o que levou muitos portugueses a procurarem a bebida clandestinamente. Foi só no pós 25 de Abril que Portugal se abriu à Coca-Cola, mais concretamente em 1977. Tornou-se rapidamente uma bebida no topo de preferência dos portugueses.
e-max.it: your social media marketing partner
Faixa publicitária
Faixa publicitária