Faixa publicitária

The Happy Mess, 19 jan, 22h, Teatro Constantino Nery

cine_teatro_const_neryThe Happy Mess

19 janeiro, 22h, Teatro Municipal de Matosinhos Constantino Nery

Os The Happy Mess regressam com novo um disco, "Dear Future". Depois da digressão que os levou a todo o país e estrangeiro, lançaram recentemente o terceiro álbum, um disco que regressa às canções que cruzam as guitarras pop e a eletrónica 80´s. The Happy Mess é um dos projetos acarinhados da Indie Pop-Rock em Portugal. Alguns dos seus singles – "Morning Sun" e "Backyard Girl" – alcançaram os primeiros lugares dos tops nacionais e marcaram presença em bandas sonoras (curtas-metragens, telenovelas e anúncios publicitários), contabilizando mais de 2 milhões de visualizações no YouTube. 2019 é o ano de regresso à estrada com uma série de concertos de apresentação. É este espetáculo que será apresentado no Teatro Municipal de Matosinhos Constantino Nery onde prometem e revisitam os êxitos de sempre e os novos singles, um deles com a participação da Rita Redshoes.

cine_teatro_const_nery22084: O Triunfo sobre os Porcos

9 fevereiro, 21h30, Teatro Municipal de Matosinhos Constantino Nery

Estamos algures para lá do ano de 2084. A morte é um tabu porque se criou a ideia da eternidade do Homem baseada nos avanços tecno-biónicos e na redução demográfica drástica. Restam alguns serviçais (em breve a serem substituídos por inteligência artificial de última geração); e os ‘caídos’ que são perseguidos e desprezados, mas a quem a Igreja acolhe à noite nas capelas, por compaixão e defesa da vida humana no meio de uma sociedade ultra-individualista e amoral. Já não há, entre os poderosos, procriação natural, mas encomendas de bebés com orelhas de canguru ou outras bizarrias. O sexo deixou de ser expressão de amor ou jogo de afetos para ser um dever social, sobretudo valorizado pelo incesto.

Neste quadro de fundo, dois irmãos (Apolo e Rasputina) aguardam o disfarce do cadáver do pai para sair para a rua como se fosse para a Gronelândia exterminar pinguins! Acompanha-os uma prima a quem extraíram metade dos tímpanos, porque ‘tinha manias’ de ouvir coisas que não devia e puseram-lhe implantes de infravermelhos para ver melhor… Registada com o nome de Magdala ‘porque as magdalenas estavam esgotadas’, acrescenta por si mesma o nome “de Maria”; de vez em quando entra numa espécie de transe e diz coisas, para eles sem sentido, com uma convicção que mistura conceitos cristãos com doutrinas marxistas e a evocação de artistas, numa certa dislexia verbal. Passa também por cena, para uma sessão sadomasoquista (banalizada como coisa divertida naquelas vivências) uma tal Hedónica, viúva do general Daesh! Todavia, no final…

Teatro Municipal Constantino Nery

Avenida Serpa Pinto

4450-275 Matosinhos

Tlf: 229 392 320

e-max.it: your social media marketing partner
Faixa publicitária

Faixa publicitária