Faixa publicitária

Crónicas

Ideias originais para uma despedida de solteira diferente

despedida_solteiraSe antes as despedidas de solteiro eram maioritariamente direcionadas para o noivo, agora também elas têm a oportunidade de dizer "adeus" aos seus dias de solteira antes de entrar na vida de casada.

Desde sempre que estas festas pressupõem altos níveis de diversão, pelo que as amigas da noiva procuram organizar algo em grande, que seja para sempre recordado!

De forma a fugir à monotonia e proporcionar os momentos mais divertidos a todas as envolvidas, aposte nas ideias mais out-of-the-box! Para tal, hoje, apresentamos-lhe algumas alternativas para despedidas de solteira bastante originais.

e-max.it: your social media marketing partner

Tenho dois cães. Não vão a restaurantes

caesGosto muito de animais, sempre gostei. Já tive gatos, agora tenho cães. Em tempos que vão, tive uma égua. Esforço-me muito por não impor os meus animais a terceiros. Não vou de elevador com eles à rua, vou de escadas. Se alguém vai jantar lá a casa, pois faço por não os ter em casa, vão ali passar umas horas com alguém que os trate bem. Apanho dejectos na rua e não os solto nunca. Esforço-me para os educar e nunca, nunca mesmo, vou dizer a uma criança (ou adulto) com medo de cães: não sejas parvo, ele não morde. Respeito o medo dos outros.
Não vou levar os meus bichos para os restaurantes, da mesma forma que não os levo para a praia, para o bar, para a piscina, para os jardins cheios de crianças. Não gosto menos dos meus bichos por causa disto. É uma forma de estar. Sei que muitas pessoas considerarão que a nova lei é uma boa coisa. Ficará ao critério de cada um, já se sabe, e também dos donos de restaurantes.
e-max.it: your social media marketing partner

Em defesa da alheira portuguesa, não a frite, nem lhe corte a pele

alheiraA alheira não se frita, não acompanha batata frita, não leva corte e pede tempo de forno, pelo menos 40 minutos. O transmontano apaixonado por cozinha e formador Rodrigo Meneses, derruba ideias feitas sobre este enchido secular.

Os bons ingredientes têm a capacidade de nos aproximar dos lugares mesmo quando o contexto é díspar, nos encontramos, como é o caso, a mais de 300 quilómetros da origem, no ambiente cosmopolita da capital. Isto mesmo aconteceu, esta química de ligação entre o ponto A e o ponto B, no curso de cozinha Time Out.
A noite prometia cozinha transmontana. Mais de duas dezenas de participantes disseram “presente” no curso orientado pelo foodie Rodrigo Meneses. Duas horas de tertúlia em torno dos tachos provaram que dentro do buliçoso Mercado da Ribeira, na capital, podemos recriar nos sabores, aromas e conversa, parte da complexidade da cozinha transmontana.
e-max.it: your social media marketing partner

12 hotéis românticos, perfeitos para escapadinhas de fim de semana

hoteis-romanticosSão hotéis mágicos, nos destinos mais encantadores do país. Esta é uma seleção dos hotéis mais românticos do país: localizados em destinos de sonho (conhecidos ou à espera de serem descobertos), com excelentes avaliações e todas as condições para uma escapadela incrível, ao lado da sua cara metade.
Prontos para conhecer os mais belos hotéis de Portugal?

Escapadinha em Viana do Castelo
Pousada de Viana do Castelo
A Pousada de Viana do Castelo, em Santa Luzia, edificada em 1918 é fruto da remodelação do antigo Hotel de Santa Luzia, mantendo hoje as características imponentes de outrora – as paredes altas em granito e as arcadas largas.
Ideal para uma viagem a outros tempos, esta pousada é o convite perfeito para descansar, contemplar o Monte de Santa Luzia, a magnífica vista sobre a cidade e descobrir este destino de riqueza e património ímpares. Clássica e requintada, a Pousada de Viana do Castelo exalta luxo a cada detalhe e será decerto uma experiência memorável.
e-max.it: your social media marketing partner

Quantas vezes é que é normal ter sexo? As que nos apetecer

cronicaHá uns meses, uma sex-shop desafiou-me a escrever umas crónicas para a Playboy. A parceria, entretanto, acabou, mas gostei muito de escrever esses textos e acho que há temas que precisam de ser falados com mais espontaneidade, sem que sejam um tabu ou sem que nos sintamos mortificados de vergonha. Porque não há motivo nenhum para isso. Mesmo. Vou partilhar aqui as crónicas que escrevi e vou dar-lhes continuidade aqui no blog. Se dentro do tema sexo/relações houver outras questões que gostassem de ver abordadas, sintam-se à vontade para as partilhar, que eu tentarei dar resposta. Fica a primeira crónica:

Se aos 20 as conversas sobre sexo giram muito em torno de novas conquistas, novas posições ou novas fantasias, muito ao estilo “fiz e aconteci”, aos trinta (e muitos) o tema deu uma volta de 180 graus e é mais do género “quantas vezes é que é normal ter sexo?”. O assunto, invariavelmente, é puxado por gente casada e/ou que já está numa relação para aí desde 1750, e que começa a perceber que, ao que tudo indica, os tempos áureos da vidinha sexual já lá vão.
e-max.it: your social media marketing partner
Faixa publicitária