Faixa publicitária

Gaia vai ter um Centro Cultural e de Congressos

gaia_cm4A ser construído por privados, o Centro Cultural e de Congressos de Vila Nova de Gaia deverá estar pronto dentro de dois anos e vai custar entre 10 a 12 milhões de euros, avançou o autarca gaiense.

O novo Centro Cultural e de Congressos de Gaia vai ficar localizado abaixo do edifício da Assembleia Municipal, em General Torres, ou seja em paralelo à Avenida da República, indica o Jornal de Notícias. As condições do acordo para a construção do equipamento serão discutidas e votadas na reunião camarária da próxima segunda-feira.

À agência Lusa, o presidente Eduardo Vítor Rodrigues mostrou-se otimista com o avanço do processo de um equipamento que deverá acolher cerca de 2500 pessoas.

"Tendo a aprovação da Câmara para as condições do licenciamento, o projeto pode ser fechado até ao final do ano e a obra a arrancar no início de 2019. Diria que desde a data de hoje [quinta-feira], faltarão dois anos para ver tudo a funcionar", disse o autarca, acrescentando que o processo, nos moldes em que está a ser desenhado, não exige contratação pública, nem concursos.

Ainda segundo o JN, o terreno escolhido para acolher o Centro tem dois proprietários e a Câmara prefere que a construção seja feita por privados.

Para tal, o executivo camarário vai recorrer a uma perequação urbanística, isto é, vai distribuir da capacidade construtiva do terreno e introduzir na licença de construção a exigência de que seja ali construído o Centro de Congressos. De referir que para aquele espaço estava previsto um hotel e prédios habitação, utilização que vai ser alterada.

A Câmara de Gaia vai também abdicar das taxas de licenciamento.

"Abdicamos das receitas para ajudar a viabilizar um equipamento que Gaia quer, merece e precisa, um equipamento para a população, mas que o privado vai construir para usufruto da Câmara porque é a Câmara, por arrendamento ou com outra figura que encontraremos, quem vai usar o centro", disse o autarca, destacando algumas potencialidades da localização, nomeadamente a proximidade aos transportes públicos como o metro.

A proposta, assinada pelo vice-presidente da Câmara de Vila Nova de Gaia, Patrocínio Azevedo, refere ainda que se pretende que este centro "alavanque o concelho em inúmeros eventos de projeção internacional".

e-max.it: your social media marketing partner
Faixa publicitária
Faixa publicitária