Faixa publicitária

Entrevistas

Maria Manuel Mota

maria_manuel_motaExcelência científica no feminino

Adora uma boa conversa, vibra com as reuniões no laboratório e encara o seu modo de vida – ser cientista – como um privilégio, pelo prazer dos momentos em que, após meses ou anos de trabalho, consegue responder às perguntas que lhe invadem a mente, em jeito de provocação. Despachada e rigorosa, Maria Manuel Mota venceu o Prémio Pessoa 2013 pela dedicação de anos ao estudo do parasita da malária. Mas a história da especialista, natural de Vila Nova de Gaia, não vai ficar por aqui. Há novos dados de investigação a caminho e muita vontade de assegurar a excelência de um setor “que é de todos e para todos”.
e-max.it: your social media marketing partner

Paulo Morais

paulo_moraisA voz contra a corrupção

Afastou-se da vida autárquica em 2005 (altura em que ocupava o cargo de vice-presidente da câmara do Porto), mas está a preparar o regresso à cena política. Para o matemático Paulo Morais, há três batalhas a travar: contra a corrupção, contra o medo e pela liberdade de expressão.

Atravessa parte do Jardim Botânico do Porto – espaço que, aliás, bem conhece dos seus tempos de estudante – entra numa das estufas, senta-se e aguarda, serenamente, o início da conversa. Não se inibe de sorrir, de puxar da ironia, de gesticular e de explicar, com calma, o seu ponto de vista, ou não fosse a “autenticidade” o “valor máximo” que o docente universitário Paulo Morais atribui às relações humanas. E é neste cenário maioritariamente verde, de plantas exóticas, que o matemático e vice-presidente da direção da Transparência e Integridade Associação Cívica (TIAC) demonstra a força do cordão umbilical que ainda o liga a Viana do Castelo, sua terra natal.
e-max.it: your social media marketing partner

Maria Cerqueira Gomes

maria_cerqueira_gomesGenuíno sorriso portuense

Apaixonada pela vida, gosta de “pôr os pontos nos i’s”, de sinceridade, de comer e de comunicar. No Porto Canal desde o início do projeto televisivo, Maria Cerqueira Gomes conduz as “Grandes Manhãs” e as “Grandes Conversas”, conjugando espontaneidade, seriedade e muita, muita vontade de evoluir.

Sentada, descontraidamente, com o pé apoiado no banco e as mãos sobre os joelhos, diz o que tem a dizer, muitas vezes ao som de divertidas gargalhadas, e não hesita em levantar-se – de um salto só – para encenar ali mesmo o episódio que está a contar. Talvez seja por isso que Maria Cerqueira Gomes, rosto bem conhecido do Porto Canal, não tem dúvidas quanto à natureza da sua personalidade: é o sangue de uma “rapariga do norte” que lhe corre nas veias.
e-max.it: your social media marketing partner

Miguel Araújo

miguel_araujoO contador de estórias

Nunca sonhou ser músico, mas a força do sangue talvez o tenha impedido de combater “o bichinho”. Pé ante pé, entre uma e outra aventura musical, movida por pura diversão, Miguel Araújo chegou mais longe do que alguma vez imaginou. Além de integrar a banda Os Azeitonas, decidiu apostar também numa carreira a solo, com dois discos editados. Planos para o futuro? Evita fazê-los porque o que importa mesmo é pegar na guitarra e ter uma estória para contar.

Sentado, confortavelmente, num banco de jardim, com o à-vontade de quem se sente em casa, é assertivo nas palavras, doce nos gestos e profundo no olhar, que, às vezes, parece fugir, para bem longe, em voos mais altos. O semblante, esse, tão sério, leva menos de um segundo a quebrar-se em bons sorrisos, ao ritmo de uma conversa espontânea e bem disposta. E, de repente, o primeiro verso da música “Reader’s Digest” – “quero a vida pacata que acata o destino sem desatino” – parece assentar-lhe como uma luva, naquele espaço verde “à beira-mar plantado”: o jardim do Passeio Alegre, na Foz do Douro, bem perto da sua casa.
e-max.it: your social media marketing partner

Débora Monteiro

debora_monteiroJovem força do Norte

Fazer cinema, estrear-se na área do teatro e ser mãe são os principais desejos de Débora Monteiro, jovem atriz bem conhecida da televisão portuguesa pela ousadia e sensualidade dos papéis que interpretou em diferentes telenovelas. Para esta “mulher do norte”, de alma e coração, o sotaque portuense é uma parte da sua identidade, que não tenciona esconder, independentemente do sítio onde estiver.

Com um gesto firme, descalça as havaianas, assume os saltos altos brancos e desafia a objetiva para um confronto que fica resolvido aos primeiros disparos. A segurança com que posiciona o rosto e a forma como direciona o olhar denunciam-lhe anos de experiência como manequim. “No fundo, só preciso mesmo de me entender com o fotógrafo e tudo é mais fácil”, notou, de sorriso rasgado. Ainda assim, quando o número de exigências é inversamente proporcional à margem de negociação... “está o caldo entornado”. “Tenho um feitio especial: se não gostar de alguma coisa, vou, de certeza, demonstrá-lo”, confessou a atriz Débora Monteiro, conhecida do grande público pelos diferentes papéis que interpretou em várias telenovelas portuguesas.
e-max.it: your social media marketing partner