Faixa publicitária

Entrevistas

Rui Moreira

rmoreiraUma voz do Porto

Genuinamente tripeiro, portista de coração, regionalista por convicção, gestor por formação. Esta é uma forma, entre muitas possíveis, para definir o presidente da Associação Comercial do Porto. Guiado por uma forte consciência politica e um elevado sentido cívico, Rui Moreira dispensa apresentações, sendo um dos mais interventivos protagonistas da Invicta. Partilha de uma grande admiração pela cidade, com a qual mantém uma verdadeira “relação de amor” e é, ainda, conhecido por ser um fervoroso adepto do FC Porto.

Defender o lóbi regional. É assim que Rui Moreira caracteriza a sua intervenção na vida da cidade, quer como cidadão, quer como presidente da Associação Comercial do Porto (ACP). “A cidade e a região precisam de vozes que defendam os seus interesses já que, atualmente, existe uma certa incapacidade de mobilização”, sustenta, salientando que este é o principal defeito do Porto, que tem vindo a perder alguma da sua aptidão reivindicativa e, consequentemente, protagonismo a nível nacional. “O Porto torna-se, por vezes, numa cidade resignada à sua sorte”, refere, sublinhando que isto se deveu, nomeadamente, quer a culpas próprias, quer a externas. “A noção de individualismo e independência sempre fez parte do caráter das elites do Porto. No entanto, havia momentos em que se ouvia uma espécie de toque a reunir, em que a voz da cidade clamava em uníssono pelas causas que queria abraçar”. E, garante Rui Moreira, foi isto que se perdeu.
e-max.it: your social media marketing partner

Isabel Pires de Lima

ipires_lima

Portuense por convicção


“O humor é fundamental na vida e, sobretudo, na política”. É assim que Isabel Pires de Lima caracteriza a sua forma de viver. Natural de Braga, a ex-deputada e ex-ministra da Cultura considera-se uma “portuense por convicção”. Adepta do bairrismo, que marca a diferença da estandardização, confessa sentir-se já mais portuense do que bracarense, sublinhando, com a boa disposição que a caracteriza, que até diz alguns “palavrões à boa moda do Porto”.

Professora na Faculdade de Letras da Universidade do Porto (FLUP) e membro do conselho cultural do FC Porto, Isabel Pires de Lima destacou-se no papel de ministra da Cultura do anterior governo, onde geriu dossiês de vital importância para a vida cultural do país, nomeadamente a Casa da Música e o Museu-Colecção Berardo.
e-max.it: your social media marketing partner

D. Manuel Clemente, Bispo do Porto

mclementeÀ descoberta das gentes do Porto

D. Manuel Clemente, Bispo do Porto desde Fevereiro de 2007, é um homem com notáveis intervenções no campo cultural e no religioso. Licenciado em História ocupa, aos 62 anos, um prestigiado cargo da hierarquia da Igreja Católica. Galardoado com o Prémio Pessoa e pioneiro na utilização do Youtube para a divulgação das mensagens da diocese, é adepto incondicional da gastronomia portuense e, também, um admirador da cidade e da sua gente.

Embora não sendo natural do Porto, D. Manuel Clemente tem uma “costela portuense” já que a mãe é natural da Invicta. “O Porto é uma cidade simpática e original, onde a espontaneidade é uma constante nas relações interpessoais”, refere o prelado, salientando a simplicidade e a franqueza como características próprias dos portuenses.
e-max.it: your social media marketing partner

Estrela Novais

enovais

 

A senhora dos palcos

Estrela Novais é a uma das mais conhecidas e reconhecidas actrizes a nível nacional. Actualmente podemos vê-la em diversas séries e telenovelas nacionais, tendo sido co-fundadora da companhia de teatro «Seiva Trupe» e uma das suas actrizes residentes. Altiva e com uma voz inconfundível, Estrela Novais permanece como uma das grandes senhoras da representação e traz o Porto no coração.

A «mãe» da «Seiva Trupe», nasceu no Porto há 57 anos. Por motivos pessoais foi residir para Lisboa, onde acabou por ter mais oportunidades na área representação. “Os convites eram constantes, a partida seria inevitável”. Mas a alma é portuense. “O Porto é uma cidade genuína, com carácter, autêntica e única, embora ainda um pouco conservadora” salienta a actriz, destacando os locais que mais aprecia: as marginais do Douro e a Foz. Símbolos como o Palácio de Cristal, Ponte D. Maria, Castelo do Queijo, estátua da Menina Nua, nos Aliados, os azulejos da Estação de S. Bento, Igreja dos Grilos e o Palácio da Bolsa são enumerados pela actriz para caracterizar o espírito do Porto, que não esquece. “Sinto saudades da pronúncia, da Ribeira, da Foz, dos amigos, de passear no Mercado do Bolhão, de ser jovem”.
e-max.it: your social media marketing partner

João Serrenho

jserrenho

Sempre em frente…

Presidente da Corporação Industrial do Norte e representante máximo da Confederação Europeia da Indústria de Tintas e Vernizes, João Serrenho é um dos grandes rostos do empreendedorismo português. Fez da CIN líder ibérica e transformou-a numa das maiores multinacionais portuguesas. Curioso, inconformado e persistente, Serrenho revela-se um apaixonado pela cidade do Porto.

“Quando acredito nalguma coisa, não desisto enquanto não atingir o objectivo, independentemente do que me possam dizer.” O resultado está à vista. Com 58 anos, João Serrenho é um dos mais bem-sucedidos empresários nacionais. Número um da CIN (Corporação Industrial do Norte), dirige aquela que é hoje a maior empresa de tintas do mercado ibérico.
O segredo? Ambição e persistência. “Sempre fui muito ambicioso. Embora em português o termo possa ter um sentido algo negativo, acredito que sem ambição não se consegue fazer nada. Se não formos ambiciosos, acomodamo-nos à situação em que estamos”, sustenta o empresário.
e-max.it: your social media marketing partner
Faixa publicitária