Faixa publicitária

Indaqua é líder na redução de perdas de água

aguaA redução das perdas de água impõe-se como um objetivo de máxima preocupação para o grupo Indaqua, que apresentou em 2018 níveis médios de perdas de 14,3%, inferiores a metade dos valores nacionais (30,2%).

Em comunicado, o grupo Indaqua refere ter fechado o ano de 2018 “com uma redução do índice de perdas pelo quarto ano consecutivo publicado pelo regulador - designado por «Água Não Faturada» (ANF) - passando todos os sistemas concessionados a empresas do grupo a estar no intervalo (-20%) que classifica o serviço como Bom.”

No ano passado, a empresa apresentou níveis médios de perdas de 14,3%, inferiores a metade dos valores nacionais (30,2%). Segundo a empresa, “se o país no seu todo apresentasse estes níveis de desempenho, teriam sido poupados, só em 2017, mais de 157 milhões de metros cúbicos de água”.

Santo Tirso e Trofa foram os municípios que apresentaram os valores mais baixos de ANF em Portugal (-10%). De referir que ambos estão concessionados à Indaqua, empresa que está também presente em Fafe, Matosinhos, Santa Maria da Feira, Oliveira de Azeméis, Vila do Conde e São João da Madeira, abastecendo mais de 600 mil habitantes na zona norte do país. Todos estes municípios cumprem já o objetivo nacional (-20%).

A gestão da redução de perdas é um tema central e prioritário na estratégia da empresa. O objetivo é atingir níveis de performance worlclass, nos municípios onde está presente.

Segundo os dados do Relatório Anual publicado pela Entidade Reguladora dos Serviços de Água e Resíduos (ERSAR), em 2018 “verifica-se o pior índice de ANF dos últimos 4 anos (30,2%), colocando assim o país no intervalo em que o regulador classifica o serviço como Insatisfatório e colocando numa situação alarmante os níveis de perdas de água praticados pelo conjunto do panorama nacional”.

“A Indaqua tem procurado partilhar a sua experiência nesta área, e a participação em projetos de redução de perdas com outras entidades gestoras é já uma realidade, num modelo de contratos de desempenho, em que a remuneração fica condicionada ao atingimento de objetivos efetivos de melhoria do desempenho”, afirma Enrique Castiblanques, CEO da empresa.

e-max.it: your social media marketing partner
Faixa publicitária