Faixa publicitária

Hugo Sousa apresenta um espetáculo “maturado”

hugo_sousa_out1“A cultura humorística está a aumentar devido à oferta”

Desde a última vez que falamos com ele, constatamos que as rábulas e o Cantinflas são palavras obrigatórias no seu dicionário. Numa entrevista que atravessa as várias fases da carreira do humorista Hugo Sousa até ao mais recente espetáculo “Maturado”, falamos um pouco de tudo, inclusive de… Vítor Espadinha ou Jorge Jesus…

O percurso de Hugo Sousa começou na brincadeira num bar chamado Púcaros, no Porto.

“Mas considero que foi no ‘Levanta-te e ri’ que tudo começou”, disse-nos. Este programa “mostrou o meu trabalho como humorista ao grande público e deu-me a oportunidade de fazer vida à custa do humor. Desde essa altura que nunca trabalhei (risos). Foram bons tempos”, sendo as saudades naturais.

A internet revelou-se, por outro lado, uma concorrência para os humoristas, tornando-se um desafio diário para Hugo Sousa. “Antigamente, antes do Youtube e da Netflix, as referências eram poucas. Agora a malta vê espetáculos dos melhores humoristas do mundo e é inevitável a comparação”.

Considera que, em relação a Lisboa, o Porto recebe melhor, apesar do tempo ser mais frio. “Os meus amigos de Lisboa concordam”, revelou-nos Hugo Sousa, sempre bem-disposto.

hugo_sousa_out4Um espetáculo “Maturado”

O stand-up comedian Hugo Sousa vai estar no dia 17 de outubro, no Teatro Sá da Bandeira, pelas 22h, com o espetáculo denominado de "Maturado". Porquê Maturado?, perguntou a VIVA!. “Porque eu tenho uma tara por bifes e adoro carne maturada. E também porque cheguei a uma altura da minha vida em que estou mais maduro e fiz essa associação”.

Apesar de estar numa fase de vida mais ‘maturada’, Hugo Sousa passa igualmente por “situações que me chamam a atenção pelo ridículo. Neste espetáculo, conto muitas histórias reais, algumas delas no Brasil, onde estive este ano. Faço também humor de observação e há uma parte do espetáculo dedicada a histórias ordinárias para não vão desiludir o meu público (risos)”.

Há sempre um nervoso miudinho pré-atuação. “Mas é como os jogadores de futebol dizem: quando a bola começa a rolar, passa”.

Aqui o material é diferente dos outros solos. “É o resultado do trabalho do último ano na estrada”, disse-nos Hugo Sousa.

Questionário (In)discreto

Quando vai para Sul, que imagem nota que as pessoas apresentam do Porto?

As pessoas do sul gostam de nós ao contrário do que algumas pessoas pensam porque associam tudo às rivalidades do futebol. Sou sempre bem recebido e tenho muitos amigos em Lisboa. O único parvo é o Raminhos.

Como é ser benfiquista no Porto?

É aprender a falar baixo e evitar conversas de bola para não levar na boca.

hugo_sousa_out3Como é que se festeja no Porto vitórias do Benfica?

Festeja-se em casa trancado, a fingir que não se liga a futebol porque há o perigo de levar na boca. (já tinha dito?)

Considera que os portugueses têm sentido de humor?

Há de tudo. Mas a cultura humorística está a aumentar devido à oferta.

O que acha do panorama do humor a nível nacional?

Está bom, há cada vez mais e melhores comediantes, mais público de comédia, grandes tours e eventos em pavilhões e coliseus. Só as televisões é que ainda não perceberam a verdadeira força do humor.

E agora, um pequeno desafio:

O que lhe vem à cabeça quando ouve a palavra/expressão:

“Je suis trés content” - Marco Horácio.

“Rábula”- parte da minha vida.

“Cantinflas”- as primeiras anedotas em cassete.

“Hipocondria”- vou morrer disso.

“Estádio da Luz”- papoilas saltitantes.

“Vítor Espadinha”- chapadas

“Jorge Jesus”- obrigado pelos momentos de humor.

e-max.it: your social media marketing partner
Faixa publicitária
Faixa publicitária