Pingo Doce - Alimentação equilibrada

Associação O Joãozinho retira ação judicial sobre terreno da ala pediátrica

Associação O Joãozinho retira ação judicial sobre terreno da ala pediátrica

O terreno para a construção da nova ala pediátrica do Centro Hospitalar Universitário São João (CHUSJ) foi “liberto do processo judicial” em que estava envolvido. O contrato de empreitada da infraestrutura pode assim avançar.

O CHUSJ revela, em comunicado, que a sua parcela de terreno destinada à ala pediátrica está “liberta de uma ação judicial interposta pela Associação Humanitária Joãozinho, que pediu a sua retirada”, homologada a 05 de junho pelo Tribunal Judicial da Comarca do Porto.

“Estão, assim, reunidas todas as condições para os procedimentos, já iniciados, tendentes à celebração do contrato de empreitada para a construção da Ala Pediátrica. Pretende-se que, no final de junho, o projeto seja remetido às 14 empresas selecionadas para análise e apresentação definitiva das propostas”, indica o CHUSJ, citado pelo Notícias ao Minuto.

Segundo o hospital, o projeto de arquitetura da ala pediátrica está “em fase de revisão técnica”, um procedimento que tem em vista “limitar eventuais erros ou omissões, de acordo com as exigências legais em vigor”.

De recordar que o CHUSJ convidou 14 empresas de construção para apresentarem candidaturas à obra, que tem “especial complexidade técnica”.

“As empresas foram identificadas pelo grupo de trabalho presidido por Joaquim Poças Martins, presidente do Conselho Diretivo da Ordem dos Engenheiros — Região Norte e professor da Faculdade de Engenharia da Universidade do Porto, que cumpriu integralmente os prazos estabelecidos”, acrescenta.

Segundo o CHUSJ, o processo de construção da ala pediátrica “está a decorrer sem atrasos, prevendo-se o início da obra no decorrer do ano de 2019”.

Viva! no Instagram. Siga-nos.