Pingo Doce

Autoridades investigam descarga nas margens do rio Tinto em Gondomar

Autoridades investigam descarga nas margens do rio Tinto em Gondomar

Uma descarga de concentrado de detergente foi lançada na terça-feira na rede de saneamento que liga à ETAR do Meiral, nas margens do rio Tinto, em Gondomar. A situação foi reportada às autoridades e à Agência Portuguesa do Ambiente.

“A Câmara de Gondomar está atenta e lamenta este ato que pretende manchar o projeto de intercetor do rio Tinto, que permitiu, num projeto conjunto dos Municípios de Gondomar e do Porto, revitalizar as margens, devolvendo-as à população, tratar o leito, e unir o centro de Rio Tinto ao rio Douro e ao Freixo, atravessando o parque Oriental do Porto e permitindo ligar quer ao percurso do Polis de Gondomar, quer à marginal do Porto até à Ribeira”, escreve a Câmara de Gondomar, no seu portal.

“Trata-se de um ato de vandalismo e um crime ambiental”, refere ainda a autarquia, acrescentando que a empresa Águas de Gondomar procedeu à limpeza dos tanques da Estação de Tratamento de Águas Residuais (ETAR) do Meiral de forma a evitar que a espuma atingisse o leito do rio Tinto.

“Apesar da grande quantidade de espumas formada, foi possível assegurar a sua contenção no interior do recinto da ETAR”, afirmou a empresa à Agência Lusa.

Além da limpeza das espumas, foram também recolhidos efluentes para controlo analítico com vista “a tentar perceber a natureza dos produtos indevidamente lançados na rede pública, bem como a eventual deterioração causada pelo mesmo ao nível da qualidade do processo de tratamento”.

A empresa enviou também uma denúncia ao Serviço de Proteção da Natureza e do Ambiente (SEPNA).

PUB
lerlevanosmaislonge.pingodoce.pt/?utm_source=vivaporto&utm_medium=banner&utm_term=banner&utm_content=240919-maislonge5&utm_campaign=lermaislonge

Viva! no Instagram. Siga-nos.