BPI

Banco Local de Voluntariado de Vila Nova de Famalicão

Banco Local de Voluntariado de Vila Nova de Famalicão

“Trata-se de um projecto de grande importância para o concelho, que envolve instituições sociais e pretende ser uma resposta aos que mais precisam, nas diferentes áreas de intervenção: educação, saúde, acção social, desporto e ambiente”, explicou à Viva o adjunto do presidente da Câmara de Famalicão para a Acção Social, Ademar Carvalho.

O BLV é, assim, a entidade responsável pela gestão entre a oferta e a procura de voluntários. Nos bastidores das acções de apoio aos mais carenciados está uma equipa de técnicos do departamento de Acção Social, toda ela dedicada ao tratamento do processo de voluntariado: após as inscrições, realizam “entrevistas, encaminhamento e acompanhamento dos programas”. Funcionam como uma espécie de mão invisível que garante o sucesso das acções de solidariedade.

volunt_4

“O Banco Local de Voluntariado promove programas durante todo o ano, consoante a necessidade manifestada pelas instituições sociais: apoio na realização de actividades de ocupação dos tempos livres, recolha de bens alimentares e brinquedos, actividades desportivas e apoio administrativo”, enumerou Ademar Carvalho, coordenador do BLV. Ainda assim, o Natal continua a ser a época que mais “desperta a solidariedade das pessoas”. O BVL de Vila Nova de Famalicão conta já com 257 voluntários, “sempre dispostos a colaborar nos diferentes programas de voluntariado promovidos pelas instituições”.

Voluntariado juvenil

E como, independentemente da idade, qualquer pessoa pode contribuir para ajudar os que precisam, a YUPI (Youth Union of People with Iniciative) decidiu criar o “Time4U”, projecto destinado a gerir a bolsa de voluntariado jovem do concelho de Vila Nova de Famalicão. A iniciativa é desenvolvida em parceria com um grupo austríaco, “destinado a jovens com idade entre os 15 e os 25 anos”.

A ideia é “cada um ter uma conta voluntária em que, por cada hora de acção solidária, acumule um ponto”. Posteriormente, os pontos podem ser trocados por diferentes actividades proporcionadas pela Câmara Municipal e outras instituições. De referir que o sistema de pontos é encarado apenas como “um incentivo” e não como uma “recompensa”. “As recompensas são sorrisos”, afirmam os responsáveis do “Time4U”.

volunt_3

Dedicação e disponibilidade são os únicos requisitos

Alguma disponibilidade e muita vontade de ajudar são os únicos requisitos para que qualquer cidadão famalicense possa tornar-se voluntário. “Uma pessoa que queira ser voluntária do BLV deve sobretudo demonstrar vontade de ajudar os outros e dispor de algum tempo livre”, referiu Ademar Carvalho. Basta fazer a inscrição, presencialmente no Gabinete de Apoio ao Voluntariado ou através do site (http://www.youtube.com/watch?v=5hozJvUfl2Q ) . “Após a inscrição é efectuada uma entrevista para melhor definir o perfil do voluntário: disponibilidade, actividades em que gostaria de colaborar, área de intervenção”, acrescentou o coordenador do BLV. Segue-se a participação numa Acção de Formação Inicial de Voluntariado e, a partir desse momento, os interessados passam a receber todas as ofertas de voluntariado promovidas pelas entidades. Um trabalho de discreta vigilância de quem coordena o dar e o receber.

Mariana Albuquerque

Viva! no Instagram. Siga-nos.