Pingo Doce

Cruz Vermelha Porto lança campanha para comprar três ambulâncias

Cruz Vermelha Porto lança campanha para comprar três ambulâncias

Apadrinhada pelo presidente da Fundação Bial, Luís Portela, e pela atleta Rosa Mota, a campanha Tinóni, lançada esta quinta-feira, vai promover espetáculos culturais, eventos e leilões, entre outras iniciativas, com vista à recolha de fundos para a compra de três novas ambulâncias.

A atividade da Delegação do Porto da Cruz Vermelha comporta várias vertentes: “presta apoio à população local ao nível da Ação Social (apoio a idosos e/ou dependentes, famílias e intervenção comunitária); de Apoio à Infância (Centro Infantil de Valbom de ensino pré escolar e creche), da Formação de Socorrismo; do Voluntariado (formação, apoio, e coordenação de uma equipa alargada de voluntários que apoiam e suportam a atividade da Delegação); e do Socorro e Emergência”.

“Para dar resposta às crescentes solicitações de emergência e socorro, é imperioso adquirirmos rapidamente três veículos: duas ambulâncias de socorro e uma de transporte. Dada a escassez de meios financeiros de que dispomos, e das limitações em criar os excedentes necessários somente com a nossa atividade corrente, lançamos a Campanha Tinóni, com o objetivo de chegar aos 130.000 euros, e assim concretizarmos a aquisição destes veículos. Para isso precisamos da solidariedade de todos”, explica, em comunicado, Fernanda Rodrigues, da direção da instituição.

Com a campanha Tinóni, a Delegação do Porto da Cruz Vermelha pretende “fazer chegar uma mensagem clara junto da população sobre a urgente necessidade de contribuir para uma campanha que visa a aquisição de três ambulâncias para serviço público”.

 “Nada mais evidente do que chamar a esta iniciativa Campanha Tinóni. Todos compreendemos uma onomatopeia. O nome perpassa a ideia imediata do seu objetivo. Das ambulâncias de emergência à disposição da Delegação do Porto da Cruz Vermelha, apenas uma se apresenta em plenas condições o mesmo se passando com a de transporte de doentes não urgentes. É, por isso, insuficiente para dar resposta às necessidades da população. Com a ajuda de todos, empresas e cidadãos, contamos obter rapidamente o valor necessário para, no primeiro semestre do próximo ano, termos uma frota dimensionada para reforçarmos a nossa ação”, apela Fernanda Rodrigues.

Além dos donativos via transferência bancária, estão ainda previstas outras iniciativas para a recolha de fundos, nomeadamente uma sessão de circo, um concerto na Casa da Música, no Porto, uma parceria com a RunPorto para a organização de corridas e um leilão de objetos pessoais de várias personalidades, avançou.

Os donativos, particulares ou empresariais, poderão ser realizados através de transferência bancária para o IBAN PT50007900008016432310117.

PUB
lerlevanosmaislonge.pingodoce.pt/?utm_source=vivaporto&utm_medium=banner&utm_term=banner&utm_content=240919-maislonge5&utm_campaign=lermaislonge

Viva! no Instagram. Siga-nos.