Pingo Doce - Vinhos de Setúbal

Estrela angolana do stand-up faz rir o Porto esta noite

Estrela angolana do stand-up faz rir o Porto esta noite

Foram tantas as vezes que conseguiu escapar à morte que ficou mesmo com a impressão que seria IMORTAL. O artista angolano Gilmário Vemba, que se celebrizou no grupo Os Tuneza, sobe, esta sexta-feira, ao palco do Teatro Sá da Bandeira, no Porto, para apresentar o seu mais recente trabalho a solo, naquele que tem tudo para ser um espetáculo memorável.

O que eu vou partilhar são momentos desde a minha infância até à minha vida adulta, que coincidem muito com o período de guerra do país. São momentos que vão, aos poucos, desenterrando um bocadinho daquilo que é a verdadeira história de Angola; ou momentos sobre o que é viver num país em guerra, ter crescido num ambiente de guerra e ainda assim ter-me tornado numa pessoa que produz graça”, explica, em entrevista à VIVA!.

Durante uma hora e meia, o artista promete fazer rir o público com uma viagem pelo seu passado, dando-lhes a conhecer os melhores e mais marcantes momentos da sua vida. Momentos esses que, admite, nem sempre foram fáceis, mas, nos quais, manteve a premissa de que rir é, realmente, o melhor remédio. Aprendi, com a minha família, que tudo na vida tem um lado engraçado”, afirma, acrescentando que, com o tempo, se consegue ter a coragem de olhar para as coisas de outro ponto de vista, sendo aí que se dá conta “que é possível ver graça em todas as situações”. E, por isso, garante, “foi muito fácil” transformar em humor tudo aquilo que tem vivido.

Questionado sobre o facto de a morte assustar a alguém que já lhe conseguiu escapar tantas vezes, o comediante revela que desde que começou a acreditar que “todos têm o seu dia de morrer”, passou a temer menos a morte.  “Acredito que quando ela chegar, será no tempo certo e destinado para o ser”, reforça.

Depois do Teatro Villaret, em Lisboa, a estrela do stand-up em Angola, esgota o espetáculo desta noite, no Porto, cidade que parece ser “bem mais alegre e acessível ao humor”, segundo o que sempre ouviu dizer. Acredita, por isso, que será meio caminho andado para o sucesso de IMORTAL, embora esteja consciente de que a exigência também possa ser maior. Mas, de uma coisa não tem dúvidas: “será um espetáculo bonito, fantástico e bom de se ver”.

Sobre Gilmário Vemba

Nascido em Luanda a 19 de junho de 1985, entrou para o mundo do teatro com 17 anos. Frequentou o curso de Teatro e Cinema no Instituto Nacional de Formação Artística de Angola e em 2003 criou juntamente com os seus colegas o grupo humorístico “Os Tuneza”. O grupo, que já conta com uma longa carreira de 16 anos, foi o grande precursor do stand-up comedy em Angola e já esgotou os coliseus de Lisboa e Porto. Os Tuneza regressam a Lisboa já este domingo, 12 de maio, para um espetáculo que promete também ser inesquecível, no Auditório Liceu Camões.

Viva! no Instagram. Siga-nos.