BPI

Fantasporto

Fantasporto

Este ano, o evento que, aponta Mário Dorminsky, um dos seus fundadores, “é o de maior impacto cultural” no país, vai exibir cerca de 100 longas-metragens e 250 curtas, com uma representação de 33 países. Apesar de o atual orçamento do festival estar reduzido a 30% do de há dez anos, a organização do Fantas garante que o programa não está mais pobre. Aliás, na edição de 2012, o número de convidados em representação dos filmes a concurso ou homenageados será maior do que é habitual.

fantas2“Cada Fantasporto é sinónimo de festa”

Segundo António Reis, outro dos responsáveis do evento, cada festival “é uma festa” destinada a todos os públicos. E para celebrar os tempos que virão, nada melhor do que uma homenagem aos 30 anos de “Blade Runner”, filme que “transforma e transformou o futuro do cinema”. O organizador afirmou, na conferência de imprensa de apresentação do programa do festival, que, para além de ser um filme que tem acompanhado o Fantasporto, é “umas das obras-primas do cinema fantástico”.

Mário Dorminsky aproveitou, então, para esclarecer que o filme, de 1982, representa “a imagem clara” do que é o Festival Internacional do Porto. “Somos um evento generalista, não de terror. O fantástico sempre foi a fantasia”, defendeu, acrescentando que uma das novidades desta edição é exatamente a soma de um pouco de terror. 

fantas4

“Uma oportunidade para vermos o cinema a rir de si próprio”

Em época carnavalesca, o Teatro Rivoli vai ser o palco de outra homenagem, desta vez centrada numa forma alternativa de entretenimento. Nos dias 20 e 21 de fevereiro, os filmes de Ed Wood e o mito de Drácula ocuparão um lugar de destaque. “É uma oportunidade para vermos como o cinema consegue rir de si próprio”, notou António Reis, referindo-se, por exemplo, aos filmes “Plan 9 from Outer Space” e “Glenn or Glenda”, obras de culto daquele que é sempre considerado “o pior cineasta do mundo”. Nestes dias, os organizadores do festival pretendem proporcionar ao público momentos de diversão em frente à tela, tirando partido da “ingenuidade dos efeitos especiais”, dos “diálogos surrealistas” e do “aparente amadorismo dos atores” dos filmes de Edward Davis Wood.

Para assinalar os 100 anos da morte do escritor irlandês Bram Stoker, autor de Drácula, o Fantas agendou uma sessão dupla que contará com a obra do conhecido cineasta Francis Ford Coppola – “Bram Stoker’s Dracula” e ainda “Nosferatu”, clássico do expressionismo alemão realizado por F. W. Murnau.

Fórum “O Futuro Agora”: o cruzamento das artes com o cinema

Em colaboração com várias entidades e personalidades ligadas à ciência e às artes, o festival terá também um fórum destinado a “fazer um levantamento das múltiplas visões do futuro” em áreas como o teatro, o cinema, a literatura, arquitetura, robótica, ciências biomédicas, física, medicina, política, jornalismo e Web. “Vamos abordar 14 temas com 14 especialistas e as palestras estão nas mãos de quem as vai fazer”, descreveu Beatriz Pacheco Pereira.

Previstas estão ainda as homenagens ao Teatro de Marionetas do Porto e ao Cinanima. “É com esta rede, feita não à base de dinheiro mas de amizade, que vamos fazer um programa de altíssima qualidade”, referiu a organizadora.

fantas3“Lutar” para manter o Fantas no Porto

Na defesa da manutenção do Festival Internacional de Cinema na cidade do Porto, tarefa que, segundo Mário Dorminsky, “não é fácil”, o responsável apelou a um maior investimento nos setores do turismo e da cultura. “O Fantas é como a Casa da Música ou Serralves, é um ícone do Porto. A cultura está ligada ao turismo e não percebo como é que em Portugal ainda não existem políticas de cruzamento das duas áreas”, afirmou.

Apesar das dificuldades para erguer o evento com um orçamento reduzido, o fundador do festival garantiu que a organização vai lutar para continuar a fazer o Fantas na cidade Invicta. “Os 300 quilómetros entre Lisboa e Porto são uma realidade”, lamentou, defendendo que, se o evento fosse transferido para Lisboa, as “limitações seriam menores”.

Mariana Albuquerque

PUB
lerlevanosmaislonge.pingodoce.pt/?utm_source=vivaporto&utm_medium=banner&utm_term=banner&utm_content=240919-maislonge5&utm_campaign=lermaislonge

Viva! no Instagram. Siga-nos.