BPI

Festival Iminente apresenta edição solidária e online

Festival Iminente apresenta edição solidária e online

Concertos, conversas, performances e live painting. O Festival Iminente apresenta este sábado, 4 de abril, uma edição especial online associada a uma campanha de angariação de fundos para os dois hospitais de referência no tratamento da pandemia Covid-19: o Centro Hospitalar Universitário São João e o Centro Hospitalar Universitário Lisboa Central.

“Quando há 4 anos lançamos o mote ‘O melhor é ficares em casa’ nunca imaginámos que esta pequena ironia, uma espécie de psicologia reversa, viesse ganhar um sentido real”, afirmam os promotores do Iminente, na página de Facebook do festival. “Agora estamos mesmo todos em casa, e o melhor é realmente seguir à risca a instrução”, acrescentam.

“Com vista a animar a malta e ajudar aqueles que estão na linha da frente na luta contra o Covid-19 em Portugal, apresentamos uma edição especial online do Iminente associada a uma campanha de angariação de fundos para os dois hospitais de referência no tratamento desta pandemia.”⠀⠀

Assim, este sábado, há conversas, música, performances e live painting no Facebook e instagram do Festival Iminente.

A edição especial começa às 16h com uma conversa moderada pelo Gerador com Beatriz Gosta (aka Marta Bateira) sobre “Como podemos fazer cultura para todos num cenário de pandemia?”.⠀

O programa segue com concertos de Hugo Oliveira (16h35) e dos rappers Julinho KSD (17h15) e Prétu (18h25). Ana Moura “sobe ao palco” do Iminente às 20h10, seguindo-se Mayra Andrade (20h45), Dino D’Santiago (21h30), Shaka Lion (22h05) e o DJ Marfox (22h40). 

Miguel Januário, que assina como ±MaisMenos±, apresenta a sua performance “O futuro é passado no presente” às 17h05, com repetição às 21h20 e às 23h15, para fechar a edição do festival. 

A performer brasileira Mariana Barros apresenta “Virtuose” (17h50) e, às 19h, a dançarina Piny apresenta o seu espetáculo “Corpo em resistência em tempo de confinamento”. Tamara Alves presenteia o público com um momento de live painting às 19h35. Às 21h20, há uma b-boys battle com Mucha e Wilson Core.

Os bilhetes não têm preço fixo. Para fazer um donativo, clique aqui. A totalidade do valor angariado reverte para os dois hospitais.

Line-Up:⠀⠀
16h00: Gerador convida Marta Bateira (Beatriz Gosta) – Talk, “Como podemos fazer cultura para todos num cenário de pandemia?”⠀
16h35: Hugo Oliveira – Concerto⠀⠀
17h05: ±MaisMenos± – Performance, “O futuro é passado no presente”⠀⠀
17h15: Julinho KSD – Concerto⠀⠀
17h50: Mariana Barros – Performance “Virtuose”⠀
18h25: Prétu – Concerto⠀
19h00: Piny – Dança, “Corpo em resistência em tempo de confinamento”⠀⠀
19h35: Tamara Alves: Artes Visuais – Live painting⠀⠀
20h10: Ana Moura – Concerto⠀⠀
20h40: ±MaisMenos± – Performance, “O futuro é passado no presente”⠀⠀
20h45: Mayra Andrade – Concerto⠀⠀
21h20: Mucha x Wilson Core – Dança, B-boys battle⠀⠀
21h30: Dino D’Santiago – Concerto
22h05: Shaka Lion – Concerto⠀
22h40: DJ Marfox – Concerto⠀⠀
23h15: ±MaisMenos± – Performance, “O futuro é passado no presente”⠀⠀

PUB
Pingo Doce Sabe Bem

Viva! no Instagram. Siga-nos.