Pingo Doce

Gondomar já tem visto do TdC para pagar dívida à EDP

Gondomar já tem visto do TdC para pagar dívida à EDP

O Tribunal de Contas (TdC) concedeu o visto à proposta de empréstimo da Câmara de Gondomar para liquidação da dívida à EDP, dossiê que foi chumbado por esta entidade em maio do ano passado.

Marco Martins, presidente da Câmara de Gondomar, disse à agência Lusa que a aprovação deste processo “traduz-se automaticamente numa poupança de 20 milhões de euros” e numa redução de dívida municipal que coloca Gondomar “abaixo do limite máximo de endividamento”.

“Recebemos o visto do TdC e assim, automaticamente, poupamos 20 milhões de euros aos gondomarenses, saímos do vermelho e passamos ao verde. Estar abaixo do limite máximo de endividamento era uma ambição antiga. Conseguimos resolver um problema com mais de três décadas”, destacou Marco Martins, admitindo estar “eufórico e feliz”.

Em causa está o pedido de um empréstimo para saldar uma dívida que remonta a 1982 e que ronda os 50 milhões de euros.

Em abril de 2017, o executivo gondomarense anunciou que tinha conseguido um perdão de 20 milhões de euros e que queria pagar de uma só vez 28,8 milhões de euros, mas o TdC não deu visto a esta pretensão apresentada pela Câmara.

Neste primeiro recurso, o TdC negou o pedido.

Em dezembro do ano passado, a Câmara de Gondomar apresentou nova proposta de empréstimo e submeteu-a ao TdC que agora concedeu o visto.

Com esta redução, a dívida atual da Câmara de Gondomar cifra-se em cerca de 72 milhões de euros, refere o Sapo 24.

Viva! no Instagram. Siga-nos.