Pingo Doce - Vinhos de Setúbal

Jovens portugueses deixam casa dos pais em média aos 29 anos

Jovens portugueses deixam casa dos pais em média aos 29 anos

Segundo dados de 2017 divulgados, esta terça-feira, pelo Eurostat, os jovens portugueses são dos que mais tarde saem de casa dos pais. Em regra, fazem-no aos 29 anos, o que coloca Portugal acima da média da União Europeia, que aponta essa saída para os 26.

Os dados mostram, de acordo com o jornal Público, que, em 2017, “mais de um terço (35,3%) de jovens do sexo masculino entre os 25 e os 34 anos viviam em casa dos pais em 2017, comparados com um quinto (21,7%) de jovens do sexo feminino”. A tendência é acompanhada por Portugal que tinha “50,8% de jovens adultos a viverem com os pais” contra “40,5% de jovens adultas”. Nesse ano, 45,6% dos jovens portugueses entre essas idades viviam, ainda, em casa dos pais.

Croácia, Eslováquia, Malta e Itália são os países onde os jovens vivem durante mais tempo em casa dos pais, saindo, em média, com mais de 30 anos. A eles seguem-se a Bulgária, Espanha, Grécia e Portugal. Por outro lado, a Suécia era, em 2017, o país onde os jovens mais cedo saíam de casa dos pais (18,5 anos), depois do Luxemburgo (20,1), Dinamarca (21,1), Finlândia (22,0), Estónia (22,2), Alemanha, França e Holanda (23,7 cada) e Reino Unido (24,7 anos).

Viva! no Instagram. Siga-nos.