BPI

Juan António Corbalán antecipa fim da carreira de Casillas

Juan António Corbalán antecipa fim da carreira de Casillas

A cirurgia de revascularização a que Iker Casillas foi submetido não será compatível com a alta competição, segundo afirmou Juan António Corbalán, ex-médico da seleção espanhola de basquetebol e antigo atleta profissional, em declarações à TVE.

“Não se pode jogar futebol com um «stent coronário» [n.d.r.: um tubo que serve para manter aberto um vaso ou artéria], muito menos um guarda-redes. O Iker vai conseguir voltar a fazer a sua vida normal, mas não jogará desporto a nível profissional”, garantiu.

Uma visão contrária tem o médico do FC Porto, Nelson Puga, que, afirmou, ao Porto Canal, a sua continuidade irá depender de muitos fatores. “É muito cedo para nos pronunciarmos pois vai depender de muitos fatores, desde medicação, da avaliação que terá de ser feita não apenas em situações de repouso mas em stress de exercício físico e também da vontade que ele tem de continuar a fazer este tipo de atividade. Só depois de ponderados estes fatores, com calma e diálogo, é que se vai decidir se ele continua, se quer continuar… Mas que ele vai ficar perfeitamente recuperado, isso temos quase toda a certeza”, explicou.

Para tranquilizar todos aqueles que, ao longo de quarta-feira, dia em que sofreu um enfarte agudo do miocárdio, durante o treino matinal do FC Porto, se mostraram preocupados com o seu estado de saúde, Iker Casillas partilhou uma mensagem, acompanhada de uma fotografia sua, no Hospital CUF, no Porto, onde foi internado de urgência, garantindo que está “tudo controlado”.

“Tudo controlado por aqui. Um susto grande mas com as forças intactas. Muito obrigado a todos pelas mensagens e pelo carinho”, escreveu o guarda-redes.

Viva! no Instagram. Siga-nos.