BPI

Língua Portuguesa: significado de 6 Expressões Populares curiosas

Língua Portuguesa: significado de 6 Expressões Populares curiosas

Para agradar a gregos e a troianos é preciso uma grande paciência de Jó. Isto é a língua portuguesa. O significado de 6 Expressões Populares curiosas.

Muitas vezes usamos certas expressões mas não temos ideia do que elas significam. São ditados ou termos populares que através dos anos permaneceram sempre iguais, significando exemplos morais, filosóficos e religiosos.

Tanto os provérbios como os ditados populares constituem uma parte importante de cada cultura. Historiadores e escritores sempre tentaram descobrir a origem dessa riqueza cultural, mas essa tarefa nunca foi nada fácil.

Veja aqui algumas dessas expressões ou ditados populares:

Calcanhar de Aquiles
Significado: Ponto vulnerável, físico, moral ou intelectual.
Origem: Aquiles foi um semideus e herói da mitologia grega, considerado o maior guerreiro da Guerra de Troia e o personagem principal da Ilíada, de Homero.
Quando Aquiles nasceu, a sua mãe Tétis mergulhou o seu corpo no rio Estige para torná-lo imortal; ficou, no entanto, vulnerável no calcanhar, parte do corpo pelo qual ela o segurava.
No final da guerra contra Troia, Aquiles foi efetivamente morto por uma flecha no calcanhar, desferida por Páris, príncipe troiano.

Agradar a gregos e troianos
Significado: Agradar a todos, mesmo a pessoas com características muito diferentes; agradar a dois partidos opostos.
Origem: Páris, príncipe troiano, raptou Helena, rainha grega, esposa de Menelau. Gregos e troianos envolveram-se numa violenta guerra.
O conflito durou dez anos e terminou com a destruição de Troia. A vitória dos gregos foi possível graças a Odisseu, que teve a ideia de construir o célebre cavalo de Troia.
Por esta história se conclui que agradar a gregos e troianos é uma tarefa difícil, mesmo impossível.

Coisas do Arco da Velha
Significado: Coisas inacreditáveis, absurdas, espantosas, inverosímeis.
Origem: A expressão tem origem no Antigo Testamento; arco-da-velha é o arco-íris, ou arco-celeste, e foi o sinal do pacto que Deus fez com Noé: “Estando o arco nas nuvens, Eu ao vê-lo recordar-Me-ei da aliança eterna concluída entre Deus e todos os seres vivos de toda a espécie que há na terra.” (Génesis 9:16)
Arco-da-velha é uma simplificação de Arco da Lei Velha, uma referência à Lei Divina.
Há também diversas histórias populares que defendem outra origem da expressão, como a da existência de uma velha no arco-íris, sendo a curvatura do arco a curvatura das costas provocada pela velhice, ou devido a uma das propriedades mágicas do arco-íris – beber a água num lugar e enviá-la para outro, pelo que velha poderá ter vindo do italiano bere (beber).

Ser o bode expiatório
Significado: Pagar pela culpa dos outros.
Origem: Conforme a tradição hebraica da época do Templo de Jerusalém, o bode expiatório era um animal separado do rebanho e deixado só no deserto, depois dos sacerdotes o terem carregado com as maldições que queriam desviar de cima do povo.
Este costume fazia parte dos rituais do Yom Kippur, o Dia da Expiação, e é descrito com detalhes no livro do Levítico, no Velho Testamento.
Em sentido figurado, um “bode expiatório” é uma pessoa, grupo de pessoas ou mesmo todo um povo, escolhido arbitrariamente para assumir sozinho a culpa de uma calamidade, crime ou qualquer evento negativo.

Dose para cavalo
Significado: Quantidade excessiva; demasiado.
Origem: Dose para cavalo, dose para elefante ou dose para leão são algumas das variantes que circulam com o mesmo significado e atendem às preferências individuais dos falantes.
Supõe-se que o cavalo, por ser forte; o elefante, por ser grande, e o leão, por ser valente, necessitam de doses exageradas de remédio para que este possa produzir o efeito desejado.
Com a ampliação do sentido, dose para cavalo e suas variantes é o exagero na ampliação de qualquer coisa desagradável, ou mesmo aquelas que só se tornam desagradáveis com o exagero.

Paciência de Jó
Significado: Paciência, tolerância ou resignação, acima dos limites razoáveis.
Origem: Jó foi um personagem do Antigo Testamento, que viveu na terra de Uz, atual Iraque. Em função de uma aposta entre Deus e o Diabo, foi vítima de muito sofrimento (incluindo a perda da sua fortuna, da saúde e de quase todos os seus parentes), para ver se ele mantinha a sua fé a despeito de todas as adversidades.
Apesar de incitado pela mulher e amigos a amaldiçoar a Deus, Jó aguentou firme todas as provações. No final, Deus recompensou-o, devolvendo-lhe em dobro tudo o que perdera.

(NCultura)

Viva! no Instagram. Siga-nos.