BPI

Norte de Portugal e Galiza apresentam projeto de promoção dos Caminhos de Santiago

Norte de Portugal e Galiza apresentam projeto de promoção dos Caminhos de Santiago

As entidades turísticas do Porto e Norte de Portugal e da Galiza (Espanha) apresentaram esta quinta-feira, no Paço Episcopal da cidade Invicta, o ‘Facendo Caminho’, um projeto de promoção conjunta dos Caminhos de Santiago nas duas regiões.

“Consolidar os itinerários do Caminho de Santiago na eurorregião Galiza-Norte de Portugal”, “impulsionar a sustentabilidade daquele recurso patrimonial e natural transfronteiriço” e “contribuir para proteger e valorizar os recursos culturais” foram alguns dos objetivos do ‘Facendo Caminho’ enumerados pelo presidente da Turismo do Porto e Norte de Portugal (TPNP), Luís Pedro Martins.

Os Caminhos de Santiago são uma rota seguida por milhares de peregrinos de todo o mundo, já desde o século IX, que afluem a Santiago de Compostela para venerar as relíquias do apóstolo Santiago Maior, cujo suposto sepulcro se encontra na catedral de Santiago de Compostela.

A diretora do Turismo da Galiza, Nava Castro, acredita que a iniciativa transfronteiriça agora apresentada vai ajudar Espanha e Portugal a serem uma “potência turística”. “Queremos que este projeto ajude a aprofundar os vínculos que já existem entre as duas regiões para gerar oportunidades de emprego em municípios que às vezes só têm 800 ou mil habitantes”, declarou Nava Castro, citada pelo Notícias ao Minuto.

A responsável recordou que dois caminhos portugueses – o Caminho Português da Costa e o Caminho Português do Interior – são o segundo e terceiro mais utilizados pelos peregrinos para chegar até ao túmulo do apóstolo Santiago, depois do Caminho Francês.

Ainda segundo Nava Castro, o ‘Facendo Caminho’ vai permitir à Galiza preparar-se melhor para o Ano Santo (Ano Jacobeu) que se assinala em 2021, com a abertura da Porta Santa (cerimónia oficial de arranque) ainda em 2020.

O projeto visa ainda melhorar as condições para a gestão conjunta e de afluência turística aos Caminhos de Santiago, promover a participação da comunidade local na conservação e proteção dos percursos e incrementar a melhoria do conhecimento sobre os caminhos.

O ‘Facendo Caminho’ prevê a criação de um ‘software’ de produção da cartografia, guias de boas práticas da gestão dos Caminhos de Santiago, e ações de promoção e de comunicação, avança o Notícias ao Minuto.

O projeto é financiado pelo programa INTERREG VA Espanha-Portugal (POCTEP), com uma dotação de 657.499 mil euros.

A iniciativa vai decorrer até dezembro de 2021 e tem como parceiros a TPNP (beneficiário principal), a Direção Regional da Cultural do Norte, o Agrupamento Europeu de Cooperação Territorial Galiza/Norte de Portugal e a Turismo da Galiza.

PUB
Pingo Doce Sabe Bem

Viva! no Instagram. Siga-nos.