BPI

Porto: 30 fantásticas curiosidades da Cidade Invicta

Porto: 30 fantásticas curiosidades da Cidade Invicta

Todas as cidades têm os seus tesouros, segredos e particularidades. Fique a conhecer 30 fantásticas curiosidades da Cidade Invicta.
A história da Invicta tem as suas estórias, acontecimentos mais pequenos e peculiares que abrem caminho para fantásticas curiosidades da cidade do Porto que permitem que se fique a conhecer mais e melhor a cidade nortenha.
Deixe-se surpreender e maravilhar por alguns factos e informações que, muitos deles, desconhecerão por completo. Tome nota e impressione os seus amigos com dados sobre a cidade que poucos conhecem.

Nome
A cidade do Porto está na origem do nome de Portugal. Se a designação Portugal surge por via do Condado Portucalense, este assumiu esse nome devido a Portucale, uma antiga designação da cidade do Porto (que se chamou primeiramente Cale e, posteriormente, Portucale)
Tal como referiu Luís de Camões, a cidade do Porto permanecerá para sempre como: “a leal cidade donde teve origem (como é fama) o nome eterno de Portugal”.

Origem
De acordo com os historiadores, a origem do centro urbano da cidade portuense remete para a Idade do Bronze, mais precisamente VIII séculos a.C..

Pai dos Descobrimentos
O Infante D. Henrique nasceu no Porto em 1394, na hoje chamada Casa do Infante. Portanto, o pai dos Descobrimentos portugueses é um portuense.

Tripeiros
Os portuenses são chamados de tripeiros, pois estão ligados a um acontecimento histórico importante. Decorria o ano de 1415, quando os habitantes da cidade do Porto doaram, generosamente, toda a carne que possuíam à armada que partiu para conquistar Ceuta.
Em sua posse, para comer, restaram apenas as vísceras. A sua criatividade superou as adversidades e com isso conseguiram criar as “tripas à moda do Porto”, um prato delicioso e que se tornou um símbolo da cidade.

Pero Vaz de Caminha
Era portuense, este funcionário da Casa da Moeda que conquistou a eternidade por ter sido o autor da carta dos Descobrimentos, na qual relata a chegada ao Brasil.

Cerco do Porto
O brutal cerco à cidade teve uma duração superior a 1 ano, sensivelmente de julho de 1832 a agosto de 1833. A guerra civil surgiu na sequência da oposição entre dois irmãos, pertencentes à família real, D. Pedro IV de Portugal (I do Brasil) e D. Miguel.
A cidade do Porto, por meio da valentia dos seus habitantes, evidenciou uma resistência heróica.

Coração de D. Pedro IV
D. Pedro IV de Portugal (I do Brasil) colocou no seu testamento a vontade de doar o seu coração à cidade do Porto, como forma de agradecimento e reconhecimento pela dedicação, lealdade e sacrifício que os portuenses evidenciaram, durante o Cerco do Porto. Até hoje, este órgão do monarca repousa na Igreja da Lapa, no Porto.

Cidade Invicta
Para além de leal, a cidade do Porto recebeu o epíteto de «Invicta», uma atribuição dada pela rainha D. Maria II (filha de D. Pedro IV), fruto da entrega, dedicação e coragem dos habitantes desta cidade.

Porto de Leixões
Este porto garante ao país 25% do comércio internacional português e, para além disso, movimenta por ano cerca de 14 milhões de toneladas de mercadorias. Os seus 5km de cais concedem-lhe condições invejáveis para ser uma referência na área das importações e exportações.

Vinho do Porto
É um produto que leva o nome da cidade e é um dos negócios em que os portugueses têm conquistado mais sucesso internacional. O vinho do Porto é um produto que tem várias marcas associadas que acumularam conhecimentos, passados de geração em geração.

Agência mais antiga do mundo
A Agência Abreu, inicialmente com o nome «Viagens Abreu», é uma agência de viagens que foi fundada na cidade do Porto, no remoto ano de 1840. É considerada, a nível mundial, a empresa mais antiga da sua indústria.

Património Cultural da Humanidade
No ano de 1996, a Unesco classificou o Centro Histórico do Porto como Património Cultural da Humanidade.

J.K. Rowling e o universo Harry Potter
A famosa escritora inglesa, que conquistou reputação internacional com a saga de literatura infantil Harry Potter, viveu na cidade do Porto e nela se inspirou para criar alguns momentos e cenários dos seus fantásticos livros.

Primeiro filme do cinema nacional
Foi na famosa Rua de Santa Catarina, na cidade do Porto, que foi realizado o primeiro filme do cinema nacional. Decorria o ano de 1896 e o responsável pela obra – Saída do Pessoal Operário da Fábrica Confiança – foi Aurélio Paz dos Reis.

Casa da Música
Um dos marcos arquitetónicos da cidade do Porto, projeto da responsabilidade do arquiteto Rem Koolhaas, é um espaço com grande reputação e reconhecido internacionalmente.

Serralves
A Fundação de Serralves (Parque, Casa e Museu de Arte Contemporânea) é um dos expoentes máximos da cena cultural da cidade do Porto.

São João
Uma das festas populares mais famosas da cidade ocorre na noite de 23 para 24 de junho. Nessa noite, as pessoas reúnem-se, comem sardinhas, convivem e, claro, rumam até à beira-rio para ver o fogo de artifício e dar umas marteladas.

Estátua “O Porto”
Esta estátua foi criada em 1818 e simboliza o Porto. É muito estimada pelos habitantes e tem a particularidade de já ter sido várias vezes deslocada para locais distintos da cidade.

Avenida da Boavista
A Avenida da Boavista é a maior das avenidas existentes em Portugal.

Livraria Lello & Irmão
Considerada a livraria mais bonita da Europa, a livraria Lello terá servido de influência para J. K. Rowling, no momento da escrita da obra Harry Potter.

O Rio da Vila
Este ribeiro existente na cidade do Porto desagua no rio Douro. Com o desenvolvimento urbano ocorrido na cidade, o denominado rio da Vila acabou por ser totalmente encanado e poderá tornar-se brevemente num museu subterrâneo.

Parque da Cidade
Entre os parques urbanos da Europa é o único dotado com frente marítima.

Cápsula do tempo
Sabia que o clube mais emblemático da cidade, o Futebol Clube do Porto, está presente numa cápsula do tempo que a UEFA apenas irá desenterrar e abrir em 2054? Guardada nessa cápsula estão itens como: umas luvas de Vítor Baía e uma bola autografada pelo plantel campeão europeu em 2004.

Estádio do Dragão
O estádio do F. C. Porto foi o primeiro estádio europeu a conseguir, por parte da Comissão Europeia, a certificação “GreenLight”, prémio concedido fruto do uso racional e eficaz da energia.

Jorge Nuno Pinto da Costa
O presidente do F. C. Porto é um dirigente com uma longevidade incomum, mas o nem todos sabem é que ele é também o presidente com mais títulos de futebol em todo mundo.

Francesinha
Este é um dos pratos mais emblemáticos da cidade do Porto. Uma sande com carne e enchidos, regada com um molho saboroso e bem picante.

Tripas à moda do Porto
Outra iguaria típica da cidade do Porto e cuja origem, como já referimos, remonta à época das conquistas portuguesas, nomeadamente à tomada de Ceuta.

Caldo verde
Muito associado à tradição da festa de São João, o caldo verde é a companhia ideal para as sardinhas que se comem no dia 23 de junho, sendo uma sopa muito apreciada e ingerida noutras alturas do ano.

Bacalhau à Gomes Sá
É um dos pratos típicos da cidade do Porto e o seu autor é José Luís Gomes de Sá Júnior, nascido a 07 de fevereiro de 1851, no Porto.

(Ncultura)

Viva! no Instagram. Siga-nos.