BPI

Porto/Post/Doc dedica retrospetiva a realizador lituano Audrius Stonys

Porto/Post/Doc dedica retrospetiva a realizador lituano Audrius Stonys

O Porto/Post/Doc regressa ao Teatro Municipal Rivoli e ao Cinema Passos Manuel de 23 de novembro a 1 de dezembro, para aquela que será uma edição “dedicada à reflexão sobre as identidades”, explicam os promotores.

O festival apresentará, assim, uma retrospetiva do realizador lituano, Audrius Stonys, autor premiado de obras documentais de carácter híbrido ou ensaístico, como “Earth of the Blind” (1992) ou “Uku Kai” (2006), dois dos setes filmes que serão exibidos. E as sessões da retrospetiva, realizadas em parceria com o Lithuanian Film Center, serão apresentadas pelo próprio.

Além disso, está, ainda, programado, “uma carta branca” a Stonys “a partir da obra do seu compatriota”, Jonas Mekas, falecido recentemente. “O foco e a carta branca integram o vasto programa do festival, que, este ano, será dedicado a uma reflexão em torno das identidades, da vertente antropológica, que nos permite pensar o eu na sua relação com o outro e a sociedade, até ao questionamento sobre a forma como a lei determina quem tem o poder de constituir uma identidade”, refere a nota enviada.

Mas, as novidades não ficam só por aqui. O Porto/Post/Doc vai apresentar, também, a reformulação do prémio da Competição Cinema Novo, para filmes realizados por estudantes portugueses ou a estudar em Portugal, e que, agora, consagra um valor de 500€ ao vencedor. As inscrições para esta competição são gratuitas e estão abertas até ao dia 15 de setembro.

No âmbito do já habitual Fórum do Real, o festival irá debater “o que «significa» ser uma mulher, um negro, um bissexual, ou qual a pertinência de um pensamento identitário”. Do evento, e a propósito dos 20 anos da Agência da Curta Metragem, fará, também, parte a iniciativa “Carta Branca aos Realizadores Portugueses, que vai contar com as realizadoras Alice Eça Guimarães e Mónica Santos.

Viva! no Instagram. Siga-nos.