BPI

Prescrição eletrónica de medicamentos aumentou 30%

Prescrição eletrónica de medicamentos aumentou 30%

A prescrição de medicamentos por via eletrónica aumentou cerca de 30 por cento em 2011 e já representa quase a totalidade de receitas no setor público, mas foi a medicina privada que teve maior crescimento, que rondou os 50 por cento.

Os dados constam de um relatório do Ministério da Saúde, datado de 24 de janeiro, sobre a «Monitorização da Prescrição de Medicamentos de Ambulatório» entre fevereiro e novembro de 2011, a que a agência Lusa teve acesso. Segundo o documento, a percentagem de receitas eletrónicas em relação ao total de receitas aceites no Centro de Conferência de Faturas, registou um aumento relativo global de 26%, que se acentuou mais a partir de julho, quando passou a ser obrigatória a prescrição eletrónica.

PUB
lerlevanosmaislonge.pingodoce.pt/?utm_source=vivaporto&utm_medium=banner&utm_term=banner&utm_content=240919-maislonge5&utm_campaign=lermaislonge

Viva! no Instagram. Siga-nos.