BPI

“Henri Cartier-Bresson: Retratos” | “Porto Legends”, Alfândega do Porto

“Henri Cartier-Bresson: Retratos” |

“Henri Cartier-Bresson: Retratos”
Até 12 abril 2020, Alfândega do Porto

A exposição “Henri Cartier-Bresson: Retratos” reúne 121 trabalhos do fotógrafo francês, realizados ao longo de 70 anos, e que junta personalidades marcantes da sociedade e indivíduos anónimos.
Os retratos de Marilyn Monroe, Coco Chanel, Pablo Picasso, Simone de Beauvoir, Robert Kennedy ou Martin Luther King são alguns dos que integram a exposição que tem curadoria de Aude Raimbault e chega agora, “pela primeira vez”, a Portugal, mais precisamente à cidade Invicta.
Também a cantora Edith Piaf, o cineasta John Huston, o poeta Ezra Pound, o pintor Henri Matisse, o psiquiatra Carl Gustav Jung, o artista plástico Alberto Giacometti, o compositor Igor Stravinsky, a pensadora Susan Sontag, o dramaturgo Arthur Miller, o guerrilheiro Ernesto “Che” Guevara, os fotógrafos Alfred Stieglitz e Robert Doisneau ou os escritores William Faulkner, Albert Camus, Jean Paul-Sartre, Truman Capote e Samuel Beckett posaram para a máquina fotográfica de Cartier-Bresson.
Baseada no livro “Tête à Tête” (1998), a exposição “Henri Cartier-Bresson: Retratos” foi arquitetada, produzida e realizada pela empresa portuguesa Art For You, em estreita parceria com a Fundação Henri Cartier-Bresson.
No âmbito da exposição “Henri Cartier-Bresson: Retratos”, quatro fotógrafos foram desafiados a produzirem trabalhos sobre a cidade do Porto, numa perspetiva contemporânea sobre os recantos que Henri Cartier-Bresson fotografou em 1955. O resultado poderá ser visto na exposição “Retratos – Porto: Um Olhar Contemporâneo”, composta por 12 fotografias de Luís Nobre, Pedro Mesquita, André Boto e Diogo Borges, e cujo valor das vendas será entregue na íntegra à Associação O Joãozinho.
Foto: Martin Luther King, Atlanta, United-States, 1961 © Fondation Henri Cartier-Bresson / Magnum Photos

“Porto Legends – The Underground Experience”
Furnas da Alfândega do Porto
“Por baixo da Alfândega foi descoberto um túnel secreto que escondia um tesouro: As lendas mais preciosas da história da cidade invicta! Venha conhecer o tesouro mais valioso da cidade do Porto: a sua história, as suas lendas”, convida a organização do “Porto Legends – The Underground Experience”, iniciativa que tem por objetivo enaltecer a cultura e história da cidade portuense.
“A arquitetura mágica das Furnas da Alfândega do Porto e a investigação do notável historiador Joel Cleto, foram a sinergia perfeita para que o atelier OCUBO criasse uma dramaturgia cheia de mistério, entre a realidade e a magia”, lê-se na página do espetáculo.
Com direção artística de Nuno Maya, o “Porto Legends – The Underground Experience” é narrado pelas vozes de Pedro Abrunhosa (em português), e Jeremy Irons (em inglês).
Serão contadas lendas como a de Pedro Cem, o rico e ganancioso comerciante portuense, que perdeu 100 navios numa tempestade e se tornou Pedro Sem; a de Zé do Telhado, que conheceu Camilo Castelo Branco na Cadeia da Relação, onde fica agora o Centro Português de Fotografia; das famosas tripas à moda do Porto; do mistério do Tesouro da Serra do Pilar; do violento Cerco do Porto; ou a do fantasma da freira da estação de São Bento.
“Porto Legends – The Underground Experience” decorre de terça a domingo, das 10h às 19h. O bilhete custa 15 euros. O espetáculo é gratuito para as crianças até aos 5 anos e há descontos para seniores, estudantes, crianças dos 6 aos 11 anos e residentes na área metropolitana ou no distrito do Porto. Parte da receita reverte a favor de causas sociais através da Associação Joãozinho.

Alfândega do Porto
R. Nova da Alfândega
4050-430 Porto

PUB
lerlevanosmaislonge.pingodoce.pt/?utm_source=vivaporto&utm_medium=banner&utm_term=banner&utm_content=240919-maislonge5&utm_campaign=lermaislonge

Viva! no Instagram. Siga-nos.