Pingo Doce

Serviço de Scooter Sharing entre Porto e Matosinhos

Serviço de Scooter Sharing entre Porto e Matosinhos

O primeiro serviço de Scooter Sharing no norte do país, implementado entre as cidades de Matosinhos e do Porto, vai recompensar comportamentos sustentáveis, pela poupança de emissões de CO2.

No âmbito das comemorações da Semana Europeia da Mobilidade 2019, a Câmara Municipal de Matosinhos, o CEiiA e a Wyze Mobility lançaram, esta quarta-feira, este serviço inovador que “pretende acelerar os processos de descarbonização das cidades, utilizando a plataforma de sustentabilidade AYR do CEiiA para quantificar, valorizar e transacionar emissões de CO2 poupadas, através de créditos que possibilitam o pagamento de viagens na sua rede e com outros operadores de mobilidade em qualquer cidade do mundo, onde se encontrem. Os AYR podem ser transacionados por bens e serviços verdes, como serviços de mobilidade sustentável ou carregamento de veículos elétricos, entre outros”, explica a autarquia.

De recordar que a plataforma AYR propõe trocar o automóvel particular por modos mais sustentáveis e receber, pelas emissões de CO2 evitadas, créditos que podem ser convertidos em prémios. Ao utilizarem modos de mobilidade sustentáveis (bicicletas, trotinetas e scooters) nas suas deslocações quotidianas, os utilizadores evitam as emissões de CO2 que são depois quantificadas e convertidas em créditos (tokens Ayr) pela plataforma.

A Câmara de Matosinhos aponta que o regulamento da autarquia “exige aos operadores de mobilidade suave que contribuam de uma forma explícita para o processo de descarbonização da cidade, através da quantificação das emissões poupadas pelo uso dos seus serviços, tendo por base o uso da plataforma de sustentabilidade AYR”.  

Para além do vereador da Mobilidade, José Pedro Rodrigues, do diretor para as Novas Tecnologias do CEiiA, Pedro Gaspar, e do diretor geral da Wyze Mobility (a operadora do serviço), Tiago Silva Pereira, a apresentação do serviço contou também com a presença da presidente matosinhense, Luísa Salgueiro, que salientou a importância deste dia que “contribui para o reconhecimento do valor da descarbonização de que Matosinhos é pioneiro”. A autarca frisou ainda o poder decisivo do poder local na sensibilização para a descarbonização das comunidades, falando de um novo paradigma de relação com o transporte e com a comunidade. “É de Matosinhos para o mundo que estamos a mudar muita coisa e a construir o futuro da descarbonização”, rematou Luísa Salgueiro, citada pelo portal da autarquia.

Já o Secretário de Estado Adjunto e da Mobilidade, José Mendes, questionou: “quantos de nós, por mais noção que tenhamos da importância do combate às alterações climáticas, estamos disponíveis para, no nosso dia a dia, contribuir efetivamente neste objetivo da descarbonização?” O responsável destacou alguns pormenores deste projeto que o tornam tão marcante e distintivo: a quantificação efetiva das emissões de CO2 evitadas, a criação de um conjunto de créditos transacionários e ainda o facto dos créditos obtidos poderem ser trocados entre operadores.

Foto: CM Matosinhos

PUB
www.pingodoce.pt/folhetos/tematico/?utm_source=vivaporto&utm_medium=banner&utm_term=banner&utm_content=151019-escolhas5&utm_campaign=poupeestasemana

Viva! no Instagram. Siga-nos.