Pingo Doce

Empty the Space, Teatro Carlos Alberto

Empty the Space, Teatro Carlos Alberto

Empty the Space
19 setembro, 21h, TeCA

A quinta edição do MEXE – Encontro Internacional de Arte e Comunidade tem como tema agregador “o comum”, trazendo ao TeCA três espetáculos de coletivos de diferentes geografias percorridos por inquietações similares. A um tempo que se diz de vivência coletiva, mas que está (conta)minado pelo “êxtase do sucesso” e pelo “imperialismo do individual”, o MEXE propõe um tempo de encontro das vertentes artística, social, política e ética, celebrando, em trabalhos criados a várias mãos, a inevitabilidade do que partilhamos.
“Empty the Space” propõe uma reflexão sobre a partilha de espaço no espaço global do mundo moderno. Num palco vazio, dois bailarinos-coreógrafos ugandeses dançam, representam, negoceiam, explorando a relação entre a coreografia europeia contemporânea e a dança tradicional africana, numa poderosa proposta de diálogo intercultural.
Coreografia e interpretação Antonio Bukhar SSebuuma & Faizal Mostrixx DDamba | dramaturgia Cindy Jänicke | produção Kuenda Productions (Uganda) | M/12 anos

Synectikos
20 setembro, 21h, TeCA

Em “Synectikos”, o Colectivo Lisarco, de Espanha, continua a pesquisa em torno do conceito de espaço, aplicando-lhe o método da técnica Synectics, processo sinérgico de estimulação do pensamento criativo através da combinação de elementos vários, aparentemente insignificantes e desconexos, tema certamente a incluir na oficina que o grupo promove no dia anterior ao espetáculo. Nesta peça coreográfica feita da interação entre dança, música e artes visuais, os criadores-performers geram uma contínua construção-destruição-reconstrução do espaço físico, sugerindo nessa metamorfose novas lógicas de relacionamento de grupo e criando um espaço poético entre diferentes imaginários.
Coreografia Colectivo Lisarco | música David Quiggle, Jordi Cresus e Lola Díez | artes visuais Ícaro Maiterena | criação e interpretação Marcos Lázaro, Aiala Urcelay, Marta Navarrete, Javier Alameda, Guiomar Campos, Icaro Maiterena, David Quiggle, Jordi Cresus e Lola Díez | produção Colectivo Lisarco (Espanha) | com o apoio de Centro de Danza Cabal, Cia Mariantonia Oliver, Ayuntamiento de María de la Salud (Mallorca), INAEM, Mostra Espanha 2019 | M/6 anos

Isto é um Negro?
21 setembro, 21h, TeCA

Interrogar um sistema aniquilador da diferença, o do racismo num Brasil mestiço e excludente, está na raiz de “Isto é um Negro?”. Neste estudo sobre a negritude, o palco é um lugar de luta contra o silenciamento da fala, um espaço onde se diluem os limites entre autobiografia e ficção, humor e constrangimento, e se misturam linguagens e formatos, do stand-up ao videoclipe.
Direção Tarina Quelho | codireção, arte gráfica e vídeo Lucas Brandão | interpretação Ivy Souza, Lucas Wickhaus, Mirella Façanha, Raoni Garcia | dramaturgia Mirella Façanha, Tarina Quelho | som Tom Monteiro | luz Denilson Marques, Lucas Brandão | produção EQuem ÉGosta? (Brasil) | M/18 anos | Língua Gestual Portuguesa

Teatro Carlos Alberto (TeCA)
Rua das Oliveiras, 43
4050-449 Porto
www.tnsj.pt
Informações Linha Verde TNSJ – 800 10 8675
Número grátis a partir de qualquer rede

Viva! no Instagram. Siga-nos.