BPI

U.Porto celebra o contributo das mulheres na área das Ciências

U.Porto celebra o contributo das mulheres na área das Ciências

O ciclo “E contudo, elas movem-se! Mulheres e ciência”, a decorrer até 29 de outubro em diferentes espaços da Universidade do Porto, teve como “inspiração” os percursos de 12 mulheres portuguesas que se destacaram nos diferentes domínios da Ciência, desde o final do século XIX até à atualidade.

O propósito da iniciativa passa por “assinalar o contributo das mulheres na área das Ciências, destacando o seu pioneirismo e sublinhando os obstáculos que elas tiveram de ultrapassar para serem admitidas e (re)conhecidas no contexto académico e profissional”, assinala a organização, liderada pelo Instituto de Literatura Comparada Margarida Losa, em parceria com a Reitoria da U.Porto.

Ao todo, são 12 as mulheres cujos percursos inspiram um programa de eventos abertos a toda a cidade e pensados para “mostrar como apesar de tudo e contra tudo, as mulheres, muitas vezes, se moveram. E afinal, com elas, também o mundo”.

O ciclo arranca esta terça-feira, dia 10, pelas 18h, com a inauguração da exposição “E contudo, elas movem-se! Mulheres e ciência”, que ficará patente nas arcadas da Reitoria.

Ali será possível encontrar um conjunto de 12 painéis com fotografias e informação detalhada sobre cada uma das homenageadas: Adelaide Cabete (1867-1935), a médica ginecologista, feminista e sufragista responsável pela fundação da Maternidade Alfredo da Costa; as médicas Domitila de Carvalho (1871-1966) e Carolina Beatriz Ângelo (1878-1911), a primeira mulher a votar em Portugal, em 1911; a bióloga Matilde Bensaúde (1890-1969); a física Branca Edmée Marques (1899-1986), discípula de Marie Curie e pioneira no estudo da radioatividade em Portugal; de Cesina Bermudes (1908-2001), a primeira mulher a doutorar-se em Medicina em Portugal; de Lídia Salgueiro (1917-2009), pioneira nas áreas de Física Experimental e Física Atómica; de Maria de Lurdes Pintasilgo (1930-2004), engenheira químico-industrial e primeira e única mulher a exercer o cargo de Primeira-Ministra em Portugal; da cientista Odete Ferreira (1925-2018), pioneira na luta contra a SIDA e responsável pela identificação do Vírus da Imunodeficiência Humana de tipo 2 (VIH-2); e ainda de três mulheres com fortes ligações à U.Porto: Leopoldina Ferreira Paulo – primeira mulher doutorada pela Universidade do Porto, em 1944; Virgínia Moura (1915-1998), a segunda mulher a licenciar-se em Engenharia Civil em Portugal, pela Faculdade de Engenharia (FEUP); e Isolina Borges (1931-2007), a primeira mulher doutorada em Psicologia por uma universidade portuguesa, fundadora e primeira professora catedrática da Faculdade de Psicologia e de Ciências da Educação (FPCEUP).

Para ajudar a contar a história de cada homenageada, os painéis incluem ainda um conjunto de 12 poemas inéditos, assinados pelos poetas Àngels Gregori, David Jou, Jaime Rocha, Joana Espain, João Habitualmente, Luís Filipe Castro Mendes, Luís Quintais, Margarida Vale de Gato, Maria do Rosário Pedreira, Maria Teresa Horta, Nuno Júdice e Ana Luísa Amaral.

O programa do ciclo inclui ainda debates, mesas-redondas, ciclos de cinema, exposições, conferências e o lançamento do livro “E contudo, elas movem-se! Mulheres e ciência (com poemas)”, por Rosa Maria Martelo.

Destaque para “Mulheres artistas docentes”, título da exposição que vai estar em exibição de 30 de setembro a 4 de outubro, na Faculdade de Belas Artes (FBAUP). Já de 3 a 6 de outubro, a FBAUP junta-se à Faculdade de Arquitetura da U.Porto para revelar “As mulheres no ensino superior artístico científico: O caso do Porto entre 1960”.

O encerramento do ciclo está marcado para 29 de outubro e inclui a realização de uma Mesa-redonda na Casa Comum, com as participações de Maria do Céu da Cunha Rêgo, Isabel Pires de Lima e Júlio Machado Vaz, e moderação de Luís Caetano.

A sessão culminará com a colocação simbólica do retrato de Leopoldina Ferreira Paulo – o primeiro de uma mulher – no Salão Nobre da Reitoria.

Os eventos têm entrada livre.

Clique aqui para conhecer o programa completo.

PUB
lerlevanosmaislonge.pingodoce.pt/?utm_source=vivaporto&utm_medium=banner&utm_term=banner&utm_content=240919-maislonge5&utm_campaign=lermaislonge

Viva! no Instagram. Siga-nos.